"Conta-me Como És": Tony Carreira garante que já pagou pelos seus erros

Conta-me como és - Fátima Lopes entrevista Tony Carreira
Fátima Lopes entrevista Tony Carreira no "Conta-me Como És"
Tony Carreira no segundo dia de Rock in Rio
Tony Carreira lança o livro "O Homem Que Sou"
Tony Carreira na Selfie

Assumindo ser uma pessoa "muito exigente", Tony Carreira desvendou alguns dos segredos do sucesso da sua carreira, bem como a sua vertente mais pessoal, não deixando a polémica do plágio de lado.

"Acho que o público merece o que há de melhor", assegurou Tony Carreira a Fátima Lopes, durante a entrevista no programa "Conta-me Como És", pois, segundo revelou, "se houvesse uma grande entrevista", o cantor queria que fosse com a apresentadora.

Dono de uma longa carreira, Fátima Lopes descreveu o artista como sendo resiliente apesar dos percalços que enfrentou, com Tony Carreira a confidenciar que é "um falso calmo" e que teve "três vidas".

Contando ter tido "uma infância muito feliz" e que o seu sonho passou por "sair daquela pequena aldeia, como canto numa canção" e que a vontade de singrar na música sempre esteve presente.

Agora, 30 anos depois, cantor é dono de uma das carreiras de maior sucesso em Portugal, mas também em França, onde tem uma legião de fãs. Contudo, no último ano tem enfrentado polémicas acusações de plágio que têm manchado o seu currículo. "Houve um erro que foi feito. Está resolvido. Paguei por isso, resolvi há 10 anos. Vamos andar de 10 em 10 anos sempre nisto?", questionou o cantor de "Sonhos de Menino". 

Tony garante que acusações foram uma vingança de "um senhor com má fé", que após ter perdido um processo em tribunal contra o cantor, "decidiu por outra via estragar a sua imagem". Uma das acusações era referente ao plágio de uma música de Rudy Pérez e o cantor cubano foi convidado a deixar as suas declarações no programa de Fátima Lopes. "Para mim é sempre um grande prazer trabalhar com o Tony Carreira. Já trabalhamos juntos há muitos anos e é sempre uma aventura. Sempre nos demos bem, procuramos excelência na música. Poder estar com o Tony num video é um sonho para mim", afirmou. 

Assumindo ter "poucos amigos", o cantor foi surpreendido por algumas mensagens, mas a mais especial acabou por ser a do pai Albano, que o deixou em lágrimas. "Ouvir isto do meu pai é extraordinário. O meu pai não era isto", começa por explicar Tony, justificando esta afirmação com o facto de o progenitor ter crescido noutra época. "E isto não é nada negativo. Ele tinha mais em que pensar, tinha de lutar pela família. Não o condeno em nada".

Um "Conta-me Como És" muito especial, que vale a pena rever.