Mãe de Diogo Carmona quebra o silêncio: "Não sinto que o enganei. Omiti e foi um erro grave"

Patrícia Carmona: «Agrediu-me, agrediu a minha mãe e ameaçou-nos de morte»
Patrícia Carmona: «O Diogo não é um monstro»
Patrícia Carmona sobre o resultado da sentença do filho: «A justiça falhou redondamente»
Patrícia Carmona: «O dinheiro foi gasto com ele»
Patrícia Carmona: «Eu não quero ver o meu filho preso»
Patrícia Carmona: «O Diogo não assume mas tem um quadro psicótico»
Diogo Carmona na SELFIE

Em entrevista a Manuel Luís Goucha, Patrícia Carmona, depois de vários anos como alvo de acusações por parte do filho, falou sobre os últimos acontecimentos na vida de Diogo Carmona.

O ator Diogo Carmona foi, recentemente, declarado culpado dos crimes de violência doméstica e de ameaça à integridade física da mãe e da avó. Ainda assim, Patrícia Carmona garantiu que não "quer ver o filho preso". 

"O meu filho não é um criminoso. Agrediu-nos, agrediu-me a mim, à minha mãe  ameaçou-nos de morte. Eu não digo isto com leveza, mas o meu desgaste é tão grande que as coisas já estão mais longe e o que eu preciso é de chegar ao fim disto e perceber que ele vai ficar bem, de alguma forma", referiu.

"O Diogo não assume, mas tem um problema de saúde, [um quadro psicótico] devidamente diagnosticado", introduziu Patrícia Carmona, antes de justificar a escolha de permanecer em silêncio, ou mais resguardada, enquanto o filho a criticava: "Acima de tudo, o que sempre quis foi o bem dele, mesmo que ele me ataque publicamente."

"O que o Diogo tem é um distúrbio de personalidade e não é considerado uma doença, aos olhos da lei", explicou a mãe do jovem ator, acrescentando que a única forma de Diogo se tratar é assumir que tem um problema e procurar, por ele, ajuda. "Ele tem o lado amável. O problema é quando vem a paranóia e acredita nas coisas. Ele acredita, mesmo, que eu lhe roubei o dinheiro", contou.

Sobre a questão do dinheiro de longos anos em que o filho, ainda menor, trabalhou, Patrícia Carmona confessa que não tomou a melhor decisão ao gastar o dinheiro do filho, com "mimos", até aos 19 anos, quando o jovem quis saber do dinheiro: "Não sinto que o enganei. Omiti e foi um erro grave".

Já sobre o acidente que o filho sofreu, e que o levou a amputar o pé, Patrícia Carmona explicou que, na altura, teve que pedir para que a ordem de restrição dada pelo Tribunal fosse reavaliada, de forma a poder ajudar o filho: "Naquele momento, não se pensa nisso. [...] Mesmo com a relação degradada publicamente, o Diogo estava a viver comigo novamente. [...] E nunca o deixei de sustentar", referiu, quando questionada sobre o acidente

Recorde-se que Diogo Carmona foi acusado de cinco crimes de ameaça à integridade física qualificada e um crime de ameaça agravada contra a mãe, Patrícia Carmona, e um crime de violência doméstica contra a avó materna, tendo sido considerado culpado e condenado a uma pena suspensa de quatro anos.

O ator, de 23 anos, terá, ainda, de pagar mil euros de indemnização e, durante os próximos dois anos e meio, não se pode aproximar a menos de 400 metros da avó e da residência da mesma. Diogo Carmona terá, também, de frequentar um programa de reinserção social para arguidos em processos de violência doméstica e terá de pagar 91,90 euros à mãe, referentes a despesas hospitalares.

Assista, agora, aos vídeos.