EXCLUSIVO

Vítor Moura: "Ciao, Claire Foy!"

OPINIÃO
Vítor Moura
Vítor Moura

O que tem o manjericão a ver com o novo filme de Claire Foy? À partida, nada mas... afinal, até tem.

O lançamento europeu de “A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha” está acontecer aqui, em Roma, onde cada esquina é uma lição de História, onde foram rodados alguns dos maiores clássicos do Cinema e onde comer algumas pastas e pizzas sem manjericão é quase crime de lesa-pátria.

Apetites à parte, este é um dia especial para a atriz britânica porque está a apresentar à imprensa um dos filmes mais aguardados deste final de ano, depois de ter arrebatado a crítica e o público na pele da mulher do astronauta Neil Armstrong em «First Man» (ou, na tradução portuguesa, «O Primeiro Homem na Lua»), já em exibição.

No thriller que vamos ver nas salas portuguesas a partir de 8 de novembro, Claire Foy transfigura-se para encarnar Lisbeth Salander, a heroína que o sueco Stieg Larsson criou para os livros “Millennium” e que, entretanto, Noomi Rapace e Rooney Mara já interpretaram no cinema. Delas, Foy herda a personagem e pouco mais porque “A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha” é outra história, adaptada de um livro escrito pelo sucessor literário de Larsson.

O resultado da entrevista a Claire Foy (se ainda não a viu na pele de Isabel II na série “The Crown”, não sabe o que perde) fica para ver mais perto da estreia aí em Portugal. O que já posso adiantar, aqui e agora, é que se trata de um exclusivo nacional e, por isso, mais um reconhecimento internacional do "Cinebox" como um programa de referência na televisão portuguesa.

Estamos a caminho dos 10 anos de vida, tal como a TVI24 (estreámo-nos na primeira semana de emissões) e, nos mais de 500 programas que já produzimos, entrevistámos as maiores estrelas do Cinema nas principais capitais da Europa mas também nos Estados Unidos, México e Brasil. Claire Foy é o nome mais recente da lista e já pela terceira vez, em ano e meio. Sinal de que gosta de nós. E o Cinema, dela. Cada vez mais. 

E, agora, que venha a pasta com manjericão porque já se faz tarde para o almoço. Buongiorno a tutti!