urlvisit

André Ventura faz comentário polémico sobre incêndios e é banido: "Voltei do castigo"

André Ventura na SELFIE
Reação de José Castelo Branco à derrota de André Ventura dá que falar
José Castelo Branco volta a criticar André Ventura: "Porte-se bem!"
Carolina Deslandes reage a polémica com André Ventura: "Não se deixem enganar"
André Ventura e Agir voltam a trocar farpas nas redes sociais

O líder do partido "Chega" recorreu às redes sociais para comentar os incêndios que têm deflagrado o país e as palavras não foram bem recebidas.

André Ventura, que equipara incendiários a terroristas, comentou o crime de fogo posto na página de Twitter, deixando um comentário que gerou polémica na Internet e que o levou a ser banidos da plataforma.

"Alguns dos incendiários, em vez de serem tratados como coitadinhos, deviam ser atirados às chamas. É uma dor de alma assistir a estas imagens televisivas...", escreveu o líder do "Chega".

André Ventura já tinha, ainda, deixado o seguinte tweet: "Ver este país a arder destrói a alma de qualquer um. Um líder deve pensar bem as palavras, mas alguns dos incendiários, em vez de serem tratados como coitadinhos, deviam ser atirados às chamas. Talvez assim se purificassem!"

As palavras do líder político foram recebidas com uma onda de críticas, tais como: "Castrar pedófilos, atirar incendiários para as chamas, excluir etnias da sociedade... O Chega não tem um líder. Tem alguém que se acha uma espécie de Deus"; "É urgente o Tribunal da Inquisição"; "Ainda falam dos talibãs, temos aqui um que quer queimar vivos outros humanos. Para quando um apedrejamento?"

André Ventura cegou a ser banido das redes sociais por 24 horas e, agora, de regresso às mesmas, escreveu: "Voltei do castigo e da censura por ter dito que os incendiários mereciam ser atirados às chamas dos incêndios que provocam..."

Confira os tweets abaixo.