urlvisit

Cláudio Ramos: "O importante é não esquecer o outro"

Redação
Cláudio Ramos na SELFIE
O hilariante vídeo de Noélia a imitar o famoso grito de Cláudio Ramos
Ana Arrebentinha para Cláudio Ramos: "Fico maluca com essa cueca"
Ana Arrebentinha: "Cláudio Ramos, hoje, quem canta para ti sou eu"
A divertida imitação de Rita Pereira que até o próprio Cláudio Ramos aplaudiu

Foi através das redes sociais que Cláudio Ramos publicou uma fotografia, captada há duas décadas, em Vila Nova de Milfontes, acompanhada de uma relexão.

"Do tempo em que passava o verão em Villa Nova de Milfontes, levava um rolo com 24 fotografias e esperava, ansioso, pela sua revelação. Do tempo em que não tinha telemóvel. Usava o fax, o telefone fixo e acho que um bip. Do tempo em que não tinha carro. Fazia o caminho de autocarro. Do tempo em que ia com lanche para a praia para aproveitar o máximo de tempo e poupar dinheiro. Levava sandes de queijo, de atum com tomate, queijadas e bolos de arroz. Comprava sempre fruta na mercearia. E levava água que metia de véspera no frigorífico. Do tempo em que não comia bolas de Berlim, todas as tardes, na praia, porque preferia guardar o dinheiro para o lanche. Quando voltava, queimado do sol, com o corpo a arder e cheio de areia, ao fim da tarde, comia dois croissants mistos com manteiga e um leite com chocolate, na Mabi. Era um regalo! Depois, chegava a casa, tomava banho, vestia uma roupa fresca, metia uma camisola nas costas, que Vila Nova é ventosa à noite, e ia dar um passeio. Do tempo em que sonhava ter lá uma casa. Olhava para as casas e pensava qual seria a minha. Desejava ter dinheiro para voltar sempre. No tempo de agora ainda pensei comprar uma que me obrigasse a voltar sempre lá. Desisti!", começou por recordar o apresentador.

"Este tempo não traz o outro. Esta fotografia é do tempo em que não valorizava o que tinha, porque achava que não teria tempo à frente com espaço para o que queria. Era sôfrego. Afinal, tinha muito. Naquele tempo, havia tempo. Eu estava em 1998. Tinha 25 anos. Do tempo dos sonhos", continuou Cláudio Ramos.

"O importante é não esquecer o outro", rematou o apresentador.

Veja a fotografia, partilhada por Cláudio Ramos, na galeria de imagens que preparámos para si.