Nacional

Tarot deixa importantes conselhos para os signos! Veja as previsões para a semana de 19 a 25 de setembro

Veja as previsões do horóscopo para os diferentes signos, interpretadas por Vera Xavier LifeCoach & Tarot, para a semana de 19 a 25 de setembro.

LifeCoach & Tarot
  • 19 set, 16:07
Tarot
Tarot

CARNEIRO - Rainha de Espadas

"Evitar a felicidade com medo que ela acabe é o melhor meio de ser infeliz".

E a verdade é que vemos muita, mas mesmo muita gente a viver assim: fechada no casulo, com medo do desconhecido, com medo do "papão". Não compreendem que são tão ou mais infelizes do que se estivessem a viver as aventuras que vão surgindo. O que será pior: viver as aventuras em que acreditamos, mesmo que depois se revelem não serem o melhor para nós ou viver sozinha/o, tendo que, mais tarde, enfrentar o "e se"? O que é que trará mais bem-estar e maturidade? 

A Rainha de Espadas tem uma aparência fria - porque é mental -, mas talvez ela seja apenas um ser carente e amedrontado - como a maioria de nós é - que precisa de colo mas não tem coragem de pedir. Quantas e quantas pessoas conhecemos em que, por detrás de caras fechadas e amarguradas, está uma criança sofrida que nunca foi curada nem nutrida? Demasiadas.

Esta semana, o Tarot pede que dispa essa capa de super herói e mostre que precisa de atenção e de afecto. Não há que ter vergonha de mostrar o seu lado infantil e amoroso, bem pelo contrário, mostra segurança de quem se está a borrifar para o que possam dizer, verdade?

TOURO - O Julgamento

"Às vezes, precisamos estar no futuro, para descobrimos o quão éramos felizes no passado" (João Janduí).

O Julgamento é uma carta de despertar que pede que tenha consciência de quem é, de onde está, para onde quer ir e do que tem feito por si, pelos outros e pela vida. Após esta análise, este Arcano pede que se concentre no seu propósito de vida. Qual é, já sabe? O que quer alcançar? Qual é o seu sonho mais louco? Como vai conseguir lá chegar? Já tem um plano de ação?

Há que lembrar que, carregando o peso do passado, é bem mais difícil conseguir o que quer. As memórias são uma fonte de desgaste energético incrível, então, vamos lá largar a carga, até porque o que havia para aprender já aprendeu… ou não? 

O Julgamento pode também indicar resoluções, boas resoluções, um novo período de vida mais construtivo, profissional e/ou pessoal, e porquê? Porque a sua experiência, a sua humildade e o seu discernimento indicaram que não podia continuar a pensar|agir|viver da mesma forma, porque simplesmente não estava a funcionar, verdade? O Julgamento vai ajudar a quebrar esses padrões, está preparada/o?

GÉMEOS - 9 de Copas

"Ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas deixar de ser vítima dos problemas e se tornar o autor da própria história" (Dalai Lama).

Ao que parece, aqui, na Terra, não há essa coisa de vidas perfeitas, pelo menos, não há aquela perfeição que as nossas crenças ancestrais idealizam. Achamos que uma vida perfeita é ter dinheiro, e mais dinheiro e, já agora, amor. Estamos tão longe da Verdade.

Diz-se que Alexandre, o Grande, conheceu um sábio, o mais sábio de todos, que mais não era - aparentemente - um farrapo humano, mas com um brilho de felicidade nos olhos como nunca tinha visto. Falaram um pouco e o conquistador foi conquistado. O herói convidou o sábio para ir morar no seu palácio, convite que foi recusado pelo homem sapiente, coisa que enfureceu Alexandre: "Como te atreves, desgraçado, a recusar os tesouros que te ofereço? Sabes que te posso matar?", "Não podes matar-me, porque venci a morte. Eu é que tenho pena de ti, infeliz que estás enterrado vivo no teu império." Sem resposta, o conquistador remeteu-se ao silêncio e partiu. 

Estamos muito iludidos acerca da ansiada Plenitude. Podemos desfrutar das coisas boas da vida, sim, mas sem perder de vista a nossa evolução pessoal/espiritual. 

Há tempo para tudo, menos para cuidarmos da alma…

Esta semana, o Tarot pede que reorganize a sua agenda e inclua momentos de silêncio, de boa leitura, de bom convívio. Conviva com quem pode aprender. Em vez de telejornais, ouça podcasts. Eu vez de jornais desportivos|revistas de lifestyle, leia bons livros, etc. Ou seja, aproveite bem o seu tempo livre. 

CARANGUEJO - 3 de Espadas

"Os ventos que, às vezes, levam algo que amamos são os mesmos ventos que nos trazem algo que aprendemos a amar. Por isso, não devemos chorar pelo que nos foi tirado e, sim, aprender a amar o que nos é dado. Tudo o que é realmente nosso nunca desaparecerá".

A perda… Há pouca coisa que custe mais do que perder algo que nos é querido, isto porque ainda consideramos as coisas e as pessoas como nossas. Quando perdemos alguém, a tendência é para perguntarmos, zangados: "Porque Deus mo levou?" De imediato, tornamos a situação como nossa! Como se fosse uma afronta pessoal! "O que é que fiz para merecer esta desgraça?" Que egocêntricos somos! De facto, a nossa educação fez-nos assim egoístas e dizemos estes despautérios (palavra maravilhosa!), sem termos noção da barbaridade que estamos a dizer. Talvez as coisas e as pessoas partam, simplesmente, porque encerraram o seu ciclo… 

O que é que nos provoca este tipo de sofrimento? Os apegos. Enquanto continuarmos a achar que as coisas nos pertencem, vamos continuar a sofrer, porque tudo nasce, vive e morre… 

Para seu próprio bem aceite esta realidade e liberte-se dos pensamentos não construtivos.

LEÃO - 10 de Copas

"Não há derrota que derrote quem nasceu para vencer" (L. Ron Hubbard).

Este vai ser o seu mantra nos próximos meses, pode ser?

Todos, sem exceção, nascemos para vencer. Vencer o quê? Vencer-nos a nós próprios. Nascemos para sublimar o que ainda não foi sublimado em nós. Nascemos para nos aperfeiçoar, para chegarmos mais perto da "casa do Pai|Mãe". 

A vida é uma espiral ascendente que, até pode ser lenta, pode até, em casos graves, estagnar, mas ela continua a mover-se, queiramos nós ou não. 

Por que é que temos a sensação de que a vidinha alheia é melhor do que a nossa? Porque não a conhecemos. Porque isso são crenças da nossa fraca mente que quer encontrar desculpas para a apatia. E porque… porque estamos a perder tempo a avaliar a vida alheia. Há hábitos a melhorar, sem dúvida.

O 10 de Copas pede que confie, confie no futuro para o seu próprio bem. Não espere o pior. Não dê espaço ao seu pessimismo. Não se pode viver em angústia, porque, simplesmente, isso não é viver. Levante a cabeça e veja mais além. Não se prenda ao detalhe, ao que não tem importância nenhuma. Suba a montanha e tenha uma visão aberta, panorâmica como se fosse um deus, com magnificência, com generosidade, com a mente lúcida e acima de tudo, com o coração limpo de insignificâncias do passado. Pronto, já chega! Já se passaram meses, anos, décadas, temos de avançar. 

VIRGEM - 9 de Espadas

Essa urgência que sente, essa pressão que põe em si causa um desgaste enorme e o que é que lhe traz? Nada. Não ajuda em nada, bem pelo contrário, tolda-lhe a inteligência e rouba-lhe a capacidade de focar no que é, de facto, relevante.

Cuidado com a ansiedade, cuidado com as pre-ocupações fundadas ou infundadas. Cuidado com a sua saúde e seu bem-estar. Se tem algo para dizer, seja em casa, seja no trabalho, diga. Diga com calma, de forma organizada, diga de forma gentil e inteligente. Diga sem máscaras. Seja natural. As máscaras são tão frágeis, caem com tanta facilidade. Quase tudo o que é postiço é feio, desconfortável, desagradável, então, sejamos espontâneos. Sim, irmãos de signos, nós conseguimos!

O convite desta semana é que se liberte do que o/a está a aprisionar.

Esta lâmina não é fácil, mas traz uma mensagem de esperança: seja o que for que lhe faz mal, a resolução rápida, ou não, depende exclusivamente de si!

BALANÇA - 10 de Ouros

"O dinheiro que temos é o instrumento da liberdade; aquele que andamos atrás é o da servidão" (Jean Jacques Rousseau).

Civilizações já foram derrubadas por causa deste vil metal - que nada tem de vil. A forma como o usamos é que é vil - e muito sangue já foi derramado, e porquê? Porque nos esquecemos para que servem os bens materiais, eles servem para nos servir. Para nos dar conforto e liberdade. Todos temos direito à abundância, todos. E há dinheiro no mundo para todos, não precisamos cobiçar o do vizinho. É preciso, sim, ser empreendedor e consistente. É preciso arriscar, arriscar as vezes que forem necessárias até conseguirmos o que achamos que é nosso. Não há nada de errado em sermos ambiciosos, o errado, mais uma vez, é a forma como fazemos as coisas. 

O 10 de Ouros surge para nos relembrar, então, que o dinheiro serve, ou deveria servir, principalmente para nos proporcionar bons momentos e para, eventualmente, assegurar o bem-estar e o futuro dos que mais amamos. 

O homem verdadeiramente rico é aquele que possui "tesouros" no seu coração, na sua mente e na sua alma. 

ESCORPIÃO - Rei de Espadas

"Três coisas devem ser feitas por um juiz: ouvir atentamente, considerar sobriamente e decidir imparcialmente" (Sócrates).

O Rei de Espadas traz consigo as características de um bom juiz. Ele pode pegar em qualquer situação, olhá-la de forma imparcial e encontrar uma solução justa para todas as partes envolvidas. 

Se se encontrar no meio de alguma discussão ou dificuldade, já sabe, use estas características superiores e não se esqueça de que ser isento é fundamental para poder ajudar. Acha que não consegue? Então, o melhor é colocar-se à margem da situação, não deixar que as emoções interfiram e distanciar-se. Remédio santo… dizem. Este raciocínio prático poderá também ser muito útil em outras questões, principalmente profissionais. 

Parece que esta semana poderá ser ótima para se organizar, tanto em termos de espaço físico, como em termos de raciocínio. Quando começamos a arrumar a mente, tudo o resto tende a arrumar-se, também. Como se faz isto? Tendo tempo de qualidade para si.

SAGITÁRIO - Pajem de Ouros

"As oportunidades são como o nascer do sol: se esperar demais, vai perdê-las" (Willian Arthur Ward).

Na grande maioria das vezes, os pajens representam oportunidades, neste caso, e por ser do naipe de ouros, este pajem refere uma conjuntura favorável no trabalho e nos restantes assuntos mais ligados ao mundo material. Uma nova oportunidade de trabalho, uma mudança de funções, um novo projeto ou, apenas, uma mudança de espaço, estes são alguns dos predicados mais conhecidos desta lâmina. 

Seja como for, boas notícias poderão surgir. Mesmo que, no início, não lhe pareça que valha a pena, existe sempre algum potencial em tudo, basta ver as coisas de outros prismas. 

O Tarot pede que se foque, não se deixe andar à deriva. É tempo de aproveitar melhor a sua existência. Essas oportunidades vêm aí, não as perca.

CAPRICÓRNIO - 3 de Ouros

"Só me interessa os passos que tive de dar na vida para chegar a mim mesmo" (Hermann Hesse).

O 3 de Ouros prevê uma fase de elevação em termos espirituais. As suas aspirações vão passar a ser outras, maiores e melhores, e o seu pensamento vai vaguear para lá do palpável. Aquilo a que dava importância, as questões triviais e materiais, passa agora a assumir o devido espaço na sua vida, ou seja, o essencial. É um ótimo sinal de crescimento espiritual, quando, finalmente, chegamos a este patamar. Neste estágio, olhamos para a vida com outros olhos, com distanciamento, e percebemos que as dificuldades que tanto nos angustiavam antigamente são meros desafios e meras distrações.

Em termos pessoais, o 3 de Ouros indica uma fase mais estável, com a superação de crises e conflitos.

Não se esqueça de que os relacionamentos têm de ser alimentados como qualquer ser vivo. A rotina e as tais preocupações criam fossos difíceis de gerir, portanto, o melhor é nem deixar que eles ganhem espaço. 

As palavras de ordem para as suas relações são "simplicidade" e "intimidade". 

AQUÁRIO - Pajem de Espadas

"Não devemos transformar os pequenos conflitos dos nossos dias em grandes tempestades da nossa vida".

É difícil vencer batalhas, sem melindrar alguém. Para vencer, temos de dar o melhor de nós e lutar, lutar. Essa luta não tem de ser cansativa, ela pode ser uma luta confiante e serena. Parece um paradoxo, mas não tem de ser. Passamos a vida em guerra e às vezes nem há inimigos à vista, às vezes eles não existem… vemos sombras em todo o lado, tal o nosso medo.

Para fazermos valer aquilo em que acreditamos, usamos as armas que aprendemos a usar. Armas e estratégias que vimos serem usadas no passado pelos nossos ancestrais. Há que perguntar a nós mesmos se faz sentido usar essas armas. Se calhar, não faz. A evolução aconteceu e acontece e, nesse aspeto, mudámos bastante. As armas foram tornando-se mais subtis e sofisticadas.

Com isto tudo, o que o Tarot quer dizer é que, no caso de surgir uma guerra, seja sofisticada/o. Confrontos diretos não vão ajudar em nada. Pare e pense antes de agir. Use a subtileza.

PEIXES - 4 de Ouros

"A nossa maior fraqueza é a desistência. O caminho mais certeiro para o sucesso é sempre o de tentar uma vez mais" (Thomas Edison).

Um pouco de ambição não faz mal a ninguém, pelo contrário, porque esta característica impede-nos de parar, de estagnar.

Quando somos novos, temos a mente cheia de sonhos, mas, aos poucos, vamos perdendo essas aspirações, vamos deixando cair objetivos, vamos perdendo a fé e o brilho… se permitirmos. 

Quando somos jovens, acreditamos que podemos mudar o mundo, porém, na altura, não tínhamos maturidade e a vida mostrou-nos que nem sempre os sonhos se concretizam, e, às vezes, ainda bem. Olhando para trás, vemos que alguns deles eram quimeras. 

Agora, temos mais experiência que joga a nosso favor, então, porquê desistir? Desistir agora? Com tudo o que arrecadamos durante estes anos, poderemos fazer muito mais e melhor! Em frente, alma bonita! É agora ou nunca!

Relacionados