Entrevistas

João Espírito Santo estreia-se em nova rubrica: "Queremos ajudar a realizar sonhos"

Depois do sucesso das rubricas "Senhor Doutor" e "Mudança de Sonho", o médico dentista João Espírito Santo está de regresso aos ecrãs da TVI, desta vez, no programa "Dois às 10", e contou à SELFIE em que consiste este novo desafio.

Como se chama a nova rubrica no "Dois às 10"?
Chama-se Sorria.pt e é uma rubrica mais dinâmica, mais próxima dos espectadores, porque eles podem interagir e fazer a sua própria marcação. Muitas vezes, há doentes que querem é ver o seu problema resolvido e, por vezes, com um mero aconselhamento clínico, nós conseguimos ajudar a que as pessoas mudem os hábitos alimentares, a evitar que comam antes de irem para a cama e que vão dormir sem lavar os dentes, a promover hábitos de escovagem, a ajudar a perceber que uma pessoa que tenha prótese removível não deve dormir com a prótese.... No fundo, pequenas dicas que se dão nestes aconselhamentos online, em que nós conseguimos ajudar o próprio telespectador a ter uma melhor saúde oral.

Qual é o principal objetivo da rubrica?
A rubrica propriamente dita tem como base ajudar o próximo e que o próximo, depois, tenha o compromisso de ajudar outras pessoas, da forma que ele conseguir, da forma que puder. Nem que seja, como eu digo, muitas vezes, a ajudar a arrumar a cozinha do vizinho do lado, que, hoje, está de muletas, porque acho que isso é muito importante. É o efeito de retorno que queremos implementar nesta rubrica, de uma forma simples, dinâmica, mas, acima de tudo, também, com um espírito de responsabilidade social, que eu tenho, e que quero continuar a ter.

Qual a periodicidade com que será emitida?
É surpresa! Não posso desvendar, ainda.

Têm tido muitas inscrições?
Queremos ajudar a realizar sonhos e já temos algumas inscrições. Agora, a verdade é uma: não vamos conseguir acudir todos, mas, certamente, vamos conseguir acudir muitos. Quero continuar a fazer aquilo que sempre fiz, dentro das minhas possibilidades, e com o apoio que a TVI dá. Portanto, o João Espírito Santo continua na TVI, a ajudar o próximo, enquanto a TVI quiser. Percebo que o efeito do "Senhor Doutor" transitou da tarde para a manhã, mas, o mais importante é que a própria estação vai continuar a ter este espírito de responsabilidade social. Ainda para mais, agora, em que há uma responsabilidade acrescida de nós conseguirmos tornar isto cada vez mais presente na vida das pessoas. Ajudar o próximo, porque ninguém está livre de vir a precisar, amanhã.
 
No fundo, o que podem os telespetadores esperar da rubrica?
Acho que podem esperar, acima de tudo, alegria, realização de sonhos e, o mais importante: muita solidariedade, muita interajuda entre todas as áreas da saúde.
 
Nota que as pessoas têm mais receio de ir ao dentista em plena pandemia Covid-19?
Penso que o mais importante é dizer que, perante as normas impostas pelo confinamento, a Medicina Dentária demonstrou ser uma área de atividade segura. Não só pelo controlo que há, mas, também, pelos protocolos que os próprios médicos dentistas preconizam, aos pacientes e a todos os colaboradores. Isto só demonstra que somos uma atividade segura, porque já tínhamos esses protocolos antes. Nós sempre trabalhámos de luvas, máscara e bata. O que é preciso, também, explicar é que a Medicina Dentária é a parte principal de nós sabermos como é que está a nossa cavidade oral. Se conseguirmos ter uma cavidade oral sã, o nosso estado de saúde, em princípio, também vai estar são, vai preconizar uma boa saúde ao nível do sistema digestivo… Temos aqui vários efeitos que temos que conseguir levar a cabo, pouco a pouco.
 
Pode 'aproveitar-se' o confinamento para realizar alguns tratamentos mais prolongados, como utilização de aparelho ortodôntico ou colocação implantes?
Cada vez mais, temos de aproveitar esse efeito do confinamento para criarmos disciplina: lavar os dentes após as refeições, adotar uma dieta mais cuidada, cuidar da nossa saúde e, também, perceber o que podemos fazer por ela ou ter o cuidado de saber avaliar o nosso sorriso e o nosso hálito, perceber que devemos beber água para termos mais saliva... Tudo isto são situações que são muito importantes.

Quais os procedimentos mais pedidos?
São os tratamentos estéticos. As pessoas procuram mais as facetas, para terem os dentes alinhados, aparelhos ortodônticos, branqueamentos. Há uma preocupação das pessoas em relação à estética, em prol do amanhã, em prol do dia em que se vão ver livres.

Relacionados