urlvisit
SELFIE TAROT

Horóscopo: saiba as previsões do Tarot para esta semana (7 - 13 de dezembro)

Vera Xavier
LifeCoach & Tarot
Signos

A Taróloga e Life Coach Vera Xavier dá-lhe a conhecer as previsões dos signos, para a semana de 7 a 13 de dezembro.

Carneiro - Ás de Paus

"As grandes conquistas não são alcançadas por impulso, mas por uma soma de pequenas realizações." (Vincent Van Gogh)

O signo de Carneiro, com esta potente carta – de impulsos – pode vir a transformar esta semana numa semana algo agitada, o que pode ser positivo.
Nós vamos construindo um caminho, com pequenos e grandes impulsos; uns resultam melhor, outros nem por isso. Mas é a isto que se chama viver. Viver é, no fundo, um amontoado de tentativas que vão melhorando com a prática. A prática leva-nos à perfeição, certo?

E mais? Bom, o Ás de Paus é energia pura, é força, é fogo, elementos fantásticos que nos fazem muita falta para nos mantermos criativos e apaixonados. No entanto, há que ter algum controlo, ou tornam-se destrutivos. É preciso avançar, sim, é preciso querer mais, como sugere este Arcano, mas à vontade devemos juntar a sensatez e a serenidade. Como diz o povo, a pressa é uma grande inimiga da perfeição, e é mesmo. A pressa é a nossa conhecida ansiedade e a ansiedade tira-nos muita energia e bem-estar. É ela que atrapalha os nossos planos, é ela que nos provoca doenças, é ela que nos tolda a inteligência.

Portanto, step by step e com muita lucidez e calma, faça novos planos para esta nova realidade.

Touro - Pajem de Copas

"Um falar doce e delicado quebra as asas do próprio Diabo." (Provérbio Abissínio)

Como nos diz a experiência, a agressividade gera agressividade. Quanto mais rudes formos para os outros, mais devolvidos estaremos nessa energia. Não podemos agredir e esperar que sejam amáveis connosco, pois não? Não podemos fazer cara feia e esperar que sorriam para nós. Isso não existe neste mundo.

É nosso dever agir com educação e delicadeza, visto que habitamos todos a mesma "casa"! Mas, se nós nem sempre conseguimos ser gentis com os nossos, será que conseguimos ser com os de fora?

Pois, como diz este provérbio, é através da delicadeza que quebramos os grilhões que nos prendem à Terra, à materialidade, aos conflitos, às pessoas desordeiras, etc. Como podemos querer viver em paz, se não cultivamos a paz?

Esta semana, é possível que sofra algumas tentações, tentações que vêm simplesmente testá-la/o. Será que vai conseguir manter a calma e a postura nessas eventuais situações de tensão, ou mesmo de provocação? Será que vai cair nas mesmíssimas cascas de banana - leia-se tentações? Não, tenho a certeza de que se vai superar e ser melhor.

Gémeos - 9 de Copas

"Não me dói o que sou, dói-me, sim, o que fui, no uso que fiz de mim." (Abgar Renault)

Se chegarmos a velhinhos, com o juízo todo, é bem possível que tenhamos este tipo de pensamentos. Mal será se, na altura, não nos questionarmos desta forma sapiente e humilde. O que imagina que estará a fazer daqui a 10, 20, 30 anos? Como se imagina daqui a esse tempo? Feliz e realizada/o, ou triste e frustrada/o? Pensará "missão cumprida!" ou "se calhar, era mais do que isto…"

O 9 de copas é uma forte chamada de atenção do género: "Estarei eu a trabalhar no sentido de me sentir cada vez melhor comigo e com os meus companheiros de viagem? O que poderei fazer para melhorar o meu quotidiano, o meu bem-estar e o dos outros?" Sabe, é que quando decidir melhorar o "hoje" que estará a melhorar o "amanhã", como é evidente, e porquê? Porque o amanhã começa, agora. As mudanças que anseia encetam-me… já.

Carangueijo - Rainha de Paus

"A inteligência é o farol que nos guia, mas é a vontade que nos faz caminhar." (Érico Veríssimo)

Da mesma forma que a vontade não é suficiente sem um propósito maior. Portanto, inteligência, vontade e ação consciente são inseparáveis… ou deveriam ser. É importante sermos inteligentes, sim, mas, sem uma boa intenção, não resulta. Da mesma forma que amor sem Intenção maior é pouco, torna-se passividade, apatia. Ser bonzinho não chega para nos tornarmos seres evoluídos. É preciso tomar decisões, é preciso correr riscos e assumir consequências.

A Rainha de Paus pede que, esta semana, se prepare para tomar decisões, mesmo sem ter certezas. Pois é, ninguém gosta de incertezas, mas, quando as aceitamos, elas tornam-nos mais maduros. A verdade é que nunca temos certezas, logo, é fundamental que tenhamos confiança nas nossas capacidades e talentos. Ou seja, nesta fase, mostre que é diferente da maioria do rebanho e decida por si.

Leão - A Imperatriz

"O tolo que adora dar palpites sobre os nossos jardins, jamais cuidará das suas plantas." (Paulo Coelho)

Ora, que grande verdade! Andamos muito ocupados a criticar as vidas alheias, mas o que criticamos na nossa? Sabemos todos dar excelentes conselhos, mas seguimo-los? Se olhar bem para dentro da sua vida, está tudo bem? Cheia de propósitos elevados, exemplos de excelência e bons valores? É exatamente isso que A Imperatriz representa - bons valores -, porque é o arquétipo da Mãe, a Criadora, representa fertilidade, abundância, prosperidade, comunicação e é nisso que se deve focar nesta fase em especial. O que é que tem criado? O que é que tem produzido que lhe dê genuíno prazer? Tem-se inovado?

Nesta altura, o conselho é: comunique de outra forma, de forma mais clara, mais serena, porque, a partir daí, verá que consegue criar laços bem mais saudáveis.

Virgem - Cavaleiro de Ouros

"O mais importante para o homem é crer em si mesmo. Sem esta confiança nos seus recursos, na sua inteligência, na sua energia, ninguém alcança o triunfo a que aspira." (Thomas Atkinson)

Nem mais! Quem acredita em si, torna-se um ser poderoso, capaz de alterar a sua realidade, espalhando luz, tornando-se produtivo e generoso… "Crer é poder!" e um sentido "Eu consigo!" faz milagres.

O Cavaleiro de Ouros é o mais pragmático dos cavaleiros do Tarot. Ele faz tudo no seu tempo, com objetividade e com a segurança de quem sabe o que faz, porque já ponderou cada passo, antes de o dar. Há quem diga que a vida assim é uma seca, mas precisamos desta segurança e deste ritmo, principalmente, nas fases em que nos sentimos mais frágeis e perdidos. Nestas fases de desafio é que devemos pôr-nos à prova. É naquele preciso momento que devemos mostrar a nós mesmos que somos mais capazes do que imaginamos.

Por outro lado, esta lâmina também poderá indicar que está numa fase de impasses. Interrogações e hesitações poderão assaltar a sua mente e as respostas parecem não surgir, e porquê? Porque tem a mente cheia de tralha! Tem a mente cheia de questões que não são úteis e que só ocupam espaço! Como se consegue limpar a mente? Com mindfulness. Com meditação. Com silêncio.

Balança - O Mundo

O Mundo expressa aquilo que, um dia, vai acontecer a todos nós, que é: chegar ao fim do "percurso"! O chegar àquele estágio, em que não se é bem nem mal, nem sobra nem luz, não se é yin nem yang, tudo é compreendido. Tudo faz sentido.

Quando pensarmos desta forma, perceberemos, discernimos que, afinal, os nossos imensos e profundíssimos "problemas"  são... nada… e tudo volta à sua devida e real proporção.

Resumindo, o Mundo é a carta de Transcendência que todos temos de alcançar. Então, se o caminho e o fim é esse, por que é que teimamos em perder tempo com insignificâncias? A ideia não é tornarmo-nos yoguis, a ideia é vivermos em harmonia na Terra, com o conforto e facilidades intrínsecas, mas cuidando, também, das coisas da alma. Para quê invejar a vida alheia, se não sabemos de nada da intimidade dessas pessoas, e depois, e mais importante, é que esses sentimentos pequeninos prendem-nos à terceira dimensão. Estados de alma, como o ódio, a vingança, o ressentimento, a raiva, a insegurança, a preguiça, o medo, a inveja, o ciúme, a possessividade/apego, a mesquinhez, a avareza e outros que tais, são as correntes que nos impedem de evoluir e de conquistar a nossa "nuvenzinha".

O processo de nos tornarmos pessoas melhores começa nas coisas simples da vida e não nas grandes, como muita gente imagina. Como é que nos podemos elevar, se continuarmos a tratar mal o funcionário do café, o condutor do autocarro, a senhora que se levantou às 05:00 horas para limpar o nosso escritório, etc., se dizemos mal deste e daquele, se estacionamos nos lugares dos deficientes, se desprezamos aqueles que sabem menos do que nós… Somos todos, todos, filhos do mesmo Deus. Somos todos perfeitamente imperfeitos à procura da perfeição. Continuemos a trabalhar em nós.

Escorpião - 9 de Paus

É possível que, durante esta semana, se depare com situações que, dependendo do seu estado de alma, podem ser consideradas difíceis ou desafiantes.

A mensagem do Tarot é que não deixe que o cansaço e as marcas do passado influenciem, negativamente, a sua tomada de consciência e de decisões. Cada episódio tem a sua lição intrínseca. Não compare com o passado. Isso pode revelar-se um erro crasso. É por isso que os momentos de silêncio são tão importantes, porque ajudam a afastar esses medos e consequentes más decisões.

A meditação traz, de facto, muita harmonia à mente, que, como sabemos, é a "criadora" de muitos dos nossos bloqueios. A mente não larga as memórias dolorosas, porque nos quer proteger de futuras deceções, mas, como sabemos, ela não distingue o que é o quê e corta a direito. Ela vai afastar o mal, mas, também, o bem…

O 9 de Paus pode indicar que se sente mais frágil e que os acontecimentos, por mais leves que sejam, têm, agora, um peso, um impacto maior sobre os seus ombros. O que fazer? Talvez tenha de fortalecer os ombros, que é, como quem diz, talvez tenha de reforçar a sua estrutura, seja ela a mental, a emocional ou, mesmo, a física. Durante esta semana, tire uns minutos só para si e faça um auto diagnóstico. Perceba, exatamente, o que não está bem, e, a partir daí, tome medidas para mudar. Há sempre coisas a melhorar, há sempre arestas a limar, há sempre características escondidas nos mais recônditos cantos da nossa alma que precisam de ser enfrentados, reconhecidos e integrados. Fiat Lux.

Sagitário - 5 de Espadas

Ninguém vence sempre, lembra o Tarot. Há alturas em que ganhamos e outras em que nem por isso. Mas essas aparentes perdas são preciosas lições. Daí que se diga que nunca perdemos, apenas aprendemos.

Não são essas vitórias ou derrotas que nos definem como pessoa, mas, sim, o que fazemos antes e depois de as vivermos. Perder não significa ficar para trás, mas, sim, ter a oportunidade de tentar de novo, com outra experiência e com vontade de fazer melhor. É isso mesmo que o 5 de Espadas lhe sugere: vai sempre a tempo de recomeçar; de tentar de novo, as vezes que forem precisas, e de superar o que quer que seja! Os céus deram-nos capacidades incríveis de nos renovarmos! Nós teimamos em não as usar e continuamos, sempre, a remoer no mal que nos fizeram ou nos erros que cometemos. Não é assim que vamos conseguir "cicatrizar" as feridas e superarmo-nos… O processo de Alquimia não passa por ai.

O que importa quem lhe fez mal? O destino é justo, por isso, não ocupe a mente com pensamentos menos positivos de julgamento. Acha que vai conseguir andar para a frente com essas pesadas correntes a prendê-la/o ao que já passou? A questão real ainda é esta: o que é mais importante? Andar para a frente e abrir portas e janelas ou querer vingar-se do passado? Que futuro construiria estando zangada ou amarga?

Capricórnio - A Força

"Os vencedores da batalha da vida são homens perseverantes que, sem se julgarem génios, se convencem de que só pelo esforço e tenacidade podem chegar ao fim ambicionado." (Ralph Waldo Emerson)

Esta é uma lâmina de coragem e de muita energia vital. Na imagem desta carta, aparece um leão e um ser angelical. O leão representa a força física, pura, primitiva, indomada, o anjo representa a força superior/divina, que sempre foi, e será, mais poderosa do que a física.

Então, qual é a mensagem do Tarot, para si, nesta altura? Ele recomenda contenção e calma, ou seja, nada de perder o controlo, seja em que situação for. Para isso, é fundamental que aprendamos a agir, em vez de re-agir! Não precisa de se defender tanto, é mais forte do que imagina. É hora de ser ponderada/o, mas gentil. Entrar em confronto direto pode ser, por vezes, necessário, mas nem sempre é a melhor estratégia. Sinta o seu coração, ele saberá dizer qual o melhor passo a dar, já que a mente, às vezes, ainda atiça mais os nossos instintos de proteção, como sabemos.

Em suma, A Força traz-lhe uma mensagem de ânimo, pedindo-lhe que não desista do que quer e que seja consistente e paciente. Seja perseverante, otimista e não perca a fé, porque a vitória espreita lá à frente.

Aquário - 3 de Paus

Provavelmente, estes dias, sentir-se-á mais arrojada/o e determinada/o. O 3 de Paus traz bons presságios, no que toca a questões profissionais, sejam elas novos projetos, parcerias ou a consolidação de um objetivo. Não se esqueça, no entanto, que qualquer projeto, na sua fase embrionária, requer delicadeza, disciplina e capacidade de entrega, por isso, dê o seu melhor.

Se acha que, para o bom desenvolvimento do seu projeto, precisa de ajuda, não se iniba, peça.

Aprenda a dividir tarefas e a delegar. Porque é que achamos que temos de fazer tudo sozinhos? Não temos.

"O amigo é a resposta aos teus desejos. Mas não o procures para matar o tempo! Procura-o sempre para as horas vivas. Porque ele deve preencher a tua necessidade, mas não o teu vazio." (Khalil Gibran)

Peixes - 9 de Espadas

Gastamos o nosso tempo a pensar e a imaginar cenários possíveis e impossíveis, em situações que ainda não aconteceram. O que nós gostamos de sofrer por antecipação! Focamo-nos demasiado nos erros, nos bloqueios, nos problemas, em si, em vez de nos concentrarmos nas soluções. Levamos para a cama um corpo cansado, atulhado de tralha mental e ainda nos perguntamos o porquê das insónias.

Há que aprender a deixar, à porta de casa, o que é de fora de casa. Há que nos capacitar que temos de reaprender a pensar. Este pensar deve ser lúcido, sereno e centrado no futuro imediato ou longínquo. Nada mais temos, a não sero futuro! Queremos que ele seja como o passado? Não, o futuro vai ser melhor, porque estamos mais maduros e confiantes. Usemos, então, essa experiência de forma edificante.

E, lembre-se: nós não somos o que pensamos nem o que sentimos. Nós somos feitos de uma outra matéria.