urlvisit
SELFIE TAROT

Horóscopo: saiba as previsões do Tarot para esta semana (21 - 27 de setembro)

Balança, Escorpião e Sagitário: as previsões da taróloga Vera Xavier para setembro
Capricórnio, Aquário e Peixes: as previsões da taróloga Vera Xavier para setembro
Caranguejo, Leão e Virgem: as previsões da taróloga Vera Xavier para setembro
Carneiro, Touro e Gémeos: as previsões da taróloga Vera Xavier para setembro
Vera Xavier partilha dicas para fazer meditação na quarentena

A Taróloga e Life Coach Vera Xavier dá-lhe a conhecer as previsões dos signos, para a semana de 21 a 27 de setembro.

Carneiro - Pajem de Copas.

"Chegamos exatamente onde precisamos chegar, porque a Mão de Deus guia sempre aquele que segue seu caminho com fé." (Paulo Coelho)

Seria bom que não duvidássemos disto. Quase nada acontece por acaso. Tudo pode ter um propósito, mas nós, com a nossa mente concreta, não conseguimos discernir a profundidade destas Leis Universais. Um dia, vamos conseguir.

Como diria alguém de forma brilhante: "A probabilidade de o Universo ter sido criado por acaso, é semelhante à probabilidade de uma enciclopédia ter sido compilada durante uma explosão de uma tipografia."

O Tarot, esta semana, pede: sonhe, mas não transforme o sonho numa fuga da realidade. Acredite! Espere. Não se deixe distanciar da esperança, porque haverá sempre uma estrela que nunca deixará de brilhar e que nos conduzirá ao sítio certo, na hora certa. Não tenha medo de falhar, uma falha não é uma derrota, mas sim um caminho diferente que foi experimentado.

Chore! Lute! Sinta o seu lado lunar e solar! Aceite-os.

Oiça e entenda o que os outros têm para lhe dizer. Isto é importante, porque nos dá pistas daquilo que temos de melhorar em nós.

Touro - 10 de Espadas.

Os nativos do signo Touro, como elemento de Terra que são, têm uma forte necessidade de se sentirem seguros, tanto ao nível material, como amoroso, como em qualquer outro. O problema surge, quando algo escapa do controlo, quando as suas estruturas são abaladas e o inesperado acontece. Aí, ficam bastante desorientados e assustados. É preciso aprender a ter capacidade de improviso e saber dar a volta às situações; uma queda é sempre uma oportunidade de pausar para reestruturar o plano.

Vamos lá, não há motivos para entrar em pânico, quando algo acontece. Recolha-se para se centrar novamente e perceber qual o próximo passo a dar. É legítimo ter medo, é legítimo parar um pouco, o que não é válido é deixar-se consumir por esses medos, deixando assim ficar-se pelo Caminho. Allez, allez! (Em tuga, ’bora, ‘bora!)

No fundo, a mensagem do Tarot para si, esta semana, é: não tenha medo das mudanças. Não se agarre a coisas efémeras e ilusórias e, se tiver que deixar para trás algo, é porque esse algo não lhe pertencia.

Faça dos obstáculos degraus até o seu pódio. Sinta-se um vencedor mesmo que ainda tenha a noção de que faltam ultrapassar alguns obstáculos até à meta. Não desista.

Gémeos - 4 de Copas.

"Muitas coisas não ousamos empreender por parecerem difíceis; entretanto, tornam-se difíceis, porque não ousamos empreendê-las." (Séneca)

Pois é, quem está sempre à espera do momento ideal para agir, corre o risco de nunca começar e, claro, de nunca alcançar coisíssima nenhuma.

Esta lâmina anuncia um período que pode ser de alguma displicência, apatia e até um pouco de abandono de si mesmo/a. O ser humano tem a tendência de se acomodar ao que tem, mesmo sendo insuficiente, mesmo sendo incómodo e a rotina torna-se, de uma certa forma, um escudo de segurança fraco, mas suficientemente forte para nos impedir de vivermos mais, de sermos mais e melhores.

O 4 de Copas diz-lhe que uma postura de indiferença poderá fazer com que perca boas oportunidades, mas a questão é por que será que se comporta assim? Será por preguiça – qual a razão? - ou por insegurança – qual a origem? Algo está a travá-lo - o que é?

Medite sobre aquilo que o/a impede de ser mais arrojado/a. O que é que pode acontecer? Receber um "não"? Bem, não se pode vencer sempre, mas há que tentar, não é?

Repare bem, como é que prefere ser visto/a? Como alguém empreendedor e cada vez mais seguro ou alguém que se encolhe e fica na retranca? Hum… nada difícil a opção.

Caranguejo - Ás de Paus.

"Quem luta não perde tudo. Perde quem fica de braços cruzados. Quem luta deixa, pelo menos, exemplo a ser seguido. Um dia, as coisas mudam, porque o tempo não para. O Tempo não amnistia." (Félix de Athayde)

Alguma boa novidade acerca de trabalho ou negócios pode vir a caminho.

A ambição na medida certa é, muitas vezes, o catalisador necessário para nos continuarmos a movimentar e encantar. Afinal, quem não sente a ânsia de ser mais, não chegará a ser nada!

O Tarot pede-lhe que não deixe de sonhar, mesmo que tudo lhe parece impossível, infantil ou inatingível. Nunca se sabe se o Invisível resolve atender os seus desejos!

Nos amores, esta carta indica que deverá dar mais atenção à sua "metade". Não deixe que ela/e se sinta 'a mais' ou como se estivessem casados há milénios. Romantismo precisa-se! As surpresas, a ternura, os cuidados… Mas por que é que se perdem essas atenções? Quando amamos, gostamos de os encher de mimos, verdade?

Não se esqueça de que amar, também, é brincar, é respeitar, é admirar, e incentivar quando o/a Tal não está assim tão bem.

Leão - 5 de Espadas.

"Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida." (Platão)

Nos momentos mais difíceis e dolorosos, tente pensar como um deus, até porque afinal é o que somos. Eleve-se, eleve o seu pensamento, ouça o seu "Eu" maior, mais puro e não a mente transtornada e aprisionada por medos e sentimentos de culpa. Pergunte-se: 'Se eu fosse Deus, como resolveria isto?'

Não se zangue, pois não sabe o que está para além do tangível, nem qual é o Plano Divino.

Há tanta coisa que nos escapa…

O Tarot pede-lhe, também, que nunca se esqueça de que "a vida vai ficando cada vez mais dura perto do topo", e só é considerado vencedor, o que chegar à meta, independentemente do tempo ou caminho que fizer.

Por outro lado, o Tarot indica que poderá estar na hora de mudar a imagem que tem do mundo. Tudo muda e nós, também, temos que acompanhar as mudanças, caso contrário, seremos eternos inadaptados a tentar viver num mundo que nos é indiferente, com ideais e ideias desadequadas. A sensação de que somos "diferentes", porque não nos enquadramos no "sistema" pode ser muito dolorosa e conduzir a formas de pensar pesadas ou mesmo doentias. Aceitação é a grande arma para viver em paz neste mundo aparentemente (?) louco.

Virgem - 8 de Ouros.

Esta poderá ser uma semana muito virada para o trabalho. Sendo esta uma carta do naipe de Ouros, significa que o timing é perfeito para tratar de todos aqueles assuntos mais materiais/profissionais. Um novo projeto ou nova fase se aproxima e o Tarot pede-lhe para dar o seu máximo. Talvez as outras áreas tenham que passar, temporariamente, para segundo plano, pois esta, mais profissional, poderá necessitar de toda a sua atenção e energia. Mas será que não conseguimos gerir mais do que uma esfera de vida de cada vez? É possível que sim.

Aproveite esse entusiasmo para concretizar sonhos belos, sonhos antigos, verdades internas e eternas.

Então, é natural que se queira dedicar a estes afazeres mais seus, contudo, nada de menosprezar o coração! Priorizar é uma coisa, negligenciar é outra.

Pois é, parece que os assuntos do coração têm vindo a ser cada vez mais descurados, tal como a sua vida social.

O Tarot aconselha-o/a a ter uma conversa com a sua "metade" para que lhe possa explicar o quanto esta é uma fase importante para si e depois não se esquecer de, na altura certa, compensar.

Balança - Rainha de Espadas.

"O espírito move tudo e não responde por coisa alguma: ele é a eloquência da alegria, e o entrincheiramento das situações difíceis." (Eça de Queirós)

Ter um bom sentido de humor pode auxiliar-nos, e muito, a superar todo o tipo de pressões. Um bom diplomata tem de ser acima tudo espirituoso, verdade?

O nosso lado mais lógico, quando estável, aliado a esse lado mais gracioso, pode dar-nos o espaço de manobra necessário para conquistar tudo aquilo que nos podia parecer impossível. Ser racional e teórico pode ser muito bom em determinadas situações, principalmente no que toca à elaboração de planos de ação, mas quando é preciso passar à parte da prática, só ideias não chega. Use o seu charme, o seu sorriso, o seu aspeto mais sociável, afinal de contas estas são algumas das características de um bom Balancinha.

No amor, o Tarot pode indicar uma fase de distanciamento resultante do não esclarecimento de determinadas situações. Diálogos precisam-se. Um sentimento de maior independência interior e exterior poderá surgir, após a superação de situações opressivas.

Escorpião - 8 de Copas.

O que significa ser livre? Ser livre não consiste em apenas fazermos o que desejamos, pois aí estaremos a ser escravos dos nossos desejos. Ser livre significa, em primeiro lugar, ser responsável consigo mesmo e poder recusar o que não se quer fazer. Porém, não nos podemos esquecer que qualquer ato traz consequências e que, ao recusarmos algo, também poderemos estar a afastar-nos dos nossos objetivos. Ou seja, ser livre não significa ser leviano nem desistir no primeiro embate, bem pelo contrário.

Sartre, o filósofo -  defendeu a teoria de que somos totalmente livres… Aliás, ele ia mais além dizendo que estamos "condenados" a esta liberdade já que acreditava que o ser humano, no fundo, não desejava ser livre, porque a responsabilidade que advém dessa liberdade é esmagadora.

O ser humano prefere imputar a responsabilidade de tudo o que lhe acontece ao karma, os pais, a Deus… Assim, é difícil crescer! Não há culpa! A culpa não existe; existe a responsabilidade e essa deve ser assumida.

Quer ser dono do seu destino? Então, haja mas com a consciência de que tudo o que fizer pode alterar o "destino" - seja lá o que isso quer dizer. Pergunta-se se isso será bom? A resposta é: pergunte ao seu oprimido coração.

Sagitário - 6 de Espadas.

"Se cometeu erros terá sempre outra hipótese. Pode recomeçar a qualquer momento, pois aquilo a que chamamos 'fracasso' não é cair, mas sim manter-se no chão." (Mary Pickford)

O 6 de Espadas vem confirmar que águas mais calmas se avizinham. A paz poderá ainda não se ter instalado, a incerteza do porvir até poderá estar no ar, mas a maneira de encarar a vida e os acontecimentos está a tomar outra forma. Está a crescer!

Tudo parece ser mais claro e simples? Ótimo, conseguiu limpar a sua mente do lixo tóxico!

Lembre do que é fundamental; todos os acontecimentos, provações, dificuldades, alegrias e sucessos que passámos ajudam-nos a moldar a nossa personalidade, a nossa alma, contribuindo para que cada um de nós consiga trazer à superfície aquilo que realmente é, indo ao encontro da sua verdadeira identidade.

Por outro lado, esta lâmina poderá significar alguma vontade de virar costas a alguma situação que o/a poderá estar a amedrontar. Acha que a deserção é a melhor maneira de resolver qualquer questão que seja? Coragem não é a ausência de medo, por isso, que tal enfrentar as dificuldades de frente? Já o fez? Boa, vamos para a frente.

Capricórnio - 3 de Copas.

A procura do equilíbrio não é uma tarefa nada fácil e é, com toda a certeza, das mais importantes. Como disse Buda: "Sempre que estamos num dos extremos, estamos fora da realidade." Sempre que alguém está em festa permanente é talvez porque está a tentar esconder ou esquecer algo, mas quem nunca está em festa, também não está bem, com certeza. Por que será que estamos permanentemente a fugir da nossa realidade?

O 3 de Copas é um Arcano de equilíbrio e desse equilíbrio vem o momento da celebração.  Esta semana, poderá ter algo para comemorar. Uma boa notícia vem a caminho. Algum encontro bonito poderá estar para breve; alguma novidade profissional pode bater-lhe à porta. Qualquer coisa benéfica se vislumbra no horizonte. Abra as janelas e portas da sua alma e deixe entrar na sua vida o ar puro!

Aquário - 9 de Espadas

"Não serve de nada atormentarmo-nos com uma coisa, depois de a termos feito, a não ser para torná-la pior." (Bonaventure Périers)

E isto parece tão lógico! Se tem remédio, então está nas nossas mãos agir de forma a minimizar a ação anterior (um bom pedido de desculpa pode ajudar) e se não tem remédio… então, aprenda com o erro cometido e siga em frente. De que vale ficar a martirizar-se? Vai conseguir voltar o tempo atrás? Hum, não me parece.

A pior parte de ultrapassar, quando erramos, é o sentimento de culpa mas vamos analisar as coisas por outro prisma. Só se arrepende quem tem um bom coração, verdade? E toda a gente, em algum momento da vida (ou em vários), já errou. Faz parte do nosso processo de crescimento. Ser humano também significa errar, cair, chorar, gargalhar. Tudo no seu tempo.

Quem nos dera que toda a gente se se apercebesse dos erros cometidos, pois, com toda a certeza, a existência seria bastante melhor e muita gente pensaria mais nas suas palavras e ações antes de magoar alguém ou a si próprio.

Deixemos que o tempo faça a sua parte e preocupemo-nos em semear novas e melhores ideias para o futuro.

Peixes - 9 de Paus.

O 9 de Paus vem pronunciar uma energia que pode ser de pausa, de indecisão, na qual é aconselhável ter momentos meditativos para que consiga chegar às conclusões mais acertadas.

Como é que costumamos dizer aqui? Pare, silencie a sua mente e pense.

É uma boa altura para avaliar os últimos acontecimentos, mas, já agora, comece por recapitular os seus comportamentos, ações, diálogos, etc. e vença a eterna tendência humana de criticar e querer mudar os outros. Não vá por aí, pls, pls!

Esta seria a melhor altura para ir de férias - já foi? -, para poder recuperar força e ganhar novo ânimo. De qualquer forma, um fim de semana bem passado também ajuda muitíssimo. É uma questão de aproveitar bem o tempo. Relaxe e respire. Tire essa carga de cima de si! Quem é que colocou esse fardo às suas costas? Alguém? Porque deixou!

Bom, no Amorzinho, o Tarot fala em "feridas abertas" que poderão estar a impedir de seguir em frente. Está com medo de voltar a sofrer? Quem não tem? Mas acha que é preferível viver sem expetativas ou arriscar novamente?

Não importa tanto se irá resultar, importa acima de tudo, tentar.

"Os muros de solidão, que crescem em torno de nós, sempre que desistimos de ter fé, são como muralhas de um castelo que nos impossibilitam de ser o que realmente somos, que impedem que o nosso amor chegue aos outros... abortando-nos.’ - José Luís Nunes Martins.