urlvisit
SELFIE SEM FILTROS

Na reta final da gravidez, Blaya conta como vai ser o parto

Blaya revela pormenores sobre o parto em casa
Blaya: "Não me arrependo de nada"
Blaya: "Mostrem as vossas curvas! Os vossos parceiros vão adorar"
Blaya: o amor, as desilusões e o sonho de casar
SELFIE SEM FILTROS convida Blaya

Convidada da rubrica SELFIE SEM FILTROS, Blaya falou sobre a experiência da maternidade e revelou como vai ser o parto do próximo filho, fruto da relação com João Barradas.

Para a cantora, que está grávida de sete meses, família é sinónimo de "suporte e união": "Os meus pais sempre estiveram atrás de mim. Nos momentos em que precisei, por exemplo, de dinheiro, eles deram-me dinheiro. Há pouco tempo, apetecia-me bolo de chocolate, - eles moram em Ferreira do Alentejo, que fica a mais de uma hora daqui - e a minha mãe fez o bolo de chocolate, foi até Setúbal, de propósito, só para me dar o bolo de chocolate… Então, são estes bocadinhos que, apesar de estarmos longe, acabam por ter muito significado na minha vida. Eles estão sempre lá, independentemente de tudo o que aconteça."

Apesar de tudo, saudades é um sentimento estranho para Blaya, que confessou: "Para mim, é muito difícil ter saudades. Como saí de casa muito cedo, acho que esse sentimento de saudade nunca esteve muito presente em mim. Até mesmo, por exemplo, com a minha filha - ela passa uma semana com o pai e uma semana comigo - às vezes, tenho saudades, mas, na semana em que não estou com ela, consigo fazer tudo e, depois, ok, estou com ela e, às vezes, acabo por não ter saudades."

Os ensinamentos que os pais lhe incutiram são, exatamente, os mesmos que pretende cultivar nos filhos, com uma pequena diferença: "Eu nunca estive muito com os meus avós e uma coisa que eu quero fazer com a Lau e com o novo rebento é que os avós estejam muito mais presentes na vida deles."

Ter mais do que um filho também era um desejo antigo: "Quando a Lau nasceu, passado um ano, eu já queria ter outro bebé, mas, naquela altura, o pai da Lau [Pedro Russo] não quis e eu respeitei, porque a decisão não é apenas de uma pessoa. Depois, nós terminámos e, agora, com o João [Barradas], passado algum tempo, comecei a falar e ele ainda não se sentia muito preparado, porque ele já tem um filho, mas ele ainda é novo, tem 25 anos. Passado algum tempo, ele disse: 'Ok, tenho a certeza de que estou preparado.' E, pronto, aconteceu muito rapidamente."

Mas e como é a Blaya enquanto mãe? "Eu sou muito descontraída, divertida, gosto muito de desafios, sou bastante exigente, puxo muito pela minha filha para ela ter independência. A minha grande missão é... é difícil... essa pergunta é difícil... porque existem muitas missões, mas é ela crescer, sabendo que somos todos diferentes e que não há problema em sermos todos diferentes, e que devemos tratar toda a gente de igual, da melhor forma que conseguimos, e que devemos lutar pelos nossos direitos, que é muito importante lutar."

Desde que foi mãe pela primeira vez, muita coisa mudou na cantora, que confessou: "A paciência, agora, é, completamente, diferente. Eu não tinha paciência e, agora, com ela, tenho que ter paciência em todas as coisas. E ter paciência com ela deu-me para ter paciência com o resto das coisas todas. Antes, eu queria tudo no momento e, agora, se eu não tiver já, consigo esperar."

Prestes a ser mãe de um rapaz, a intérprete de "Faz Gostoso" não esconde algumas preocupações: "Esta aventura é um pouco diferente, para já, porque é rapaz. Antes da Lau, eu queria que fosse rapaz e, depois, nasceu a Lau e eu queria ter um casal, mas, fui-me afeiçoando à minha filha, à personalidade da Lau, que é rapariga, e então, para mim, é um desafio enorme vir aí um rapaz. Agora, vem outra coisa, completamente, diferente e eu não estou habituada. Não quer dizer que venha um rapaz que vai brincar com carros, comboios, lutas e super-heróis. Se vier, eu não estou preparada, mas vou ensinar-lhe as coisas que sei e da melhor maneira que sei. E, depois, também é diferente a aventura, porque o parto da Lau foi hospitalar e este parto vai ser em casa, e, então, é tudo uma cena mais… é diferente. Estou ansiosa, acho que vai ser incrível, isto é uma cena incrível. Uma mulher conseguir aguentar e viver, presenciar este momento de uma maneira única... Vai ser tão meu, tão focado em mim e no bebé. É uma força incrível. Eu já queria tê-lo feito com a Lau, mas, como era a primeira gravidez, pensei: 'Vou para o hospital, vamos simplificar'. Agora, quero mesmo que isto aconteça, vai ser tudo em casa, com parto na água, se tudo correr bem. Só com a parteira, a doula, o meu namorado… Quero que esteja alguém a tocar, também, para eu sentir a cena toda, uma energia a rolar."

A filha mais velha, a Lau, não podia estar mais feliz com a notícia de que vai ter um irmão, cujo nome já está escolhido: Theo.

"A Lau foi contar à escola toda, porque eles estavam a ter aulas via Zoom, e ela disse: 'A minha mãe tem um bebé na barriga!' Ela está muito contente, porque gosta de bebés, gosta de crianças, então, dá-me miminhos na barriga, beijinhos, abracinhos. Ela está muito feliz", contou.

Leia a entrevista completa AQUI.