urlvisit

Tony Carreira: "Preciso de cantar. Só consigo escrever canções para a minha filha"

Redação

Cinco meses após a morte de Sara Carreira, Tony Carreira concedeu uma entrevista a Manuel Luís Goucha e revelou que está desejoso de voltar ao palco.

No mês em que perdeu a filha, Sara Carreira, num trágico acidente de automóvel, Tony Carreira ia lançar um disco. No entanto, o que aconteceu, alterou, por completo, os planos.

"Só consigo escrever canções para a minha filha. Tenho-me refugiado muito na música. Apetece-me cantar para ela. O único sítio onde me sinto em paz é na música", confessou o cantor.

"Já pedi ao meu agente para me marcar o máximo de concertos possível, espero andar a cantar pelo mundo inteiro, preciso de cantar e de não ter tempo para pensar", admitiu Tony Carreira.

"A noite é terrível, mas pior ainda é o acordar. Adormecer é adormecer a chorar, agarrado a uma almofada. Acordar é um vazio total", afirmou o músico, antes de confessar que é, hoje, outro homem: "Um homem magoado, para lá de magoado, muito magoado, com uma ferida sem cura. Não há dor pior do que a dor de perder um filho Mas sou um homem, obrigatoriamente, melhor."