Quero é Viver

Sara Barradas lamenta: "A mulher é sempre malvista"

Ainda a propósito do mês da Mulher, a SELFIE esteve à conversa com Sara Barradas, uma das protagonistas de "Quero é Viver", que não deixou nada por dizer.

"Devia haver mais dias da mulher. É preciso relembrar, infelizmente, a importância da luta de ser-se mulher. Aquilo que nós queremos - e ainda estamos longe de o conseguir - é a liberdade e a igualdade de direitos", começou por defender a jovem atriz, de 31 anos.

Sara Barradas confessou, também, em conversa com os jornalistas, que já se sentiu discriminada por ser mulher. "De alguma forma, esta questão continua enraizada nas mulheres da minha geração, em pequeninas coisas. Em todos os meios, isso continua a sentir-se, e eu já senti", afirmou.

A mulher de José Raposo foi mais longe e, pegando num assunto abordado na novela "Quero é Viver", lamentou o facto de haver "um preconceito muito grande", em relação à mulher, no que toca às "relações amorosas". "Por exemplo, na traição, o homem é sempre bem-visto e a mulher é sempre malvista. A mulher é isto e aquilo e o homem é um garanhão. Tem que se lutar contra isto. Deve falar-se sobre isto, e a novela tem, de facto, um papel muito importante. A mulher é sempre malvista, seja como mãe, seja como mulher, seja como profissional", disparou.

Veja, agora, as fotografias do evento que reuniu o elenco da novela "Quero é Viver", na galeria de imagens que preparámos para si!

Relacionados