urlvisit

Fernando Rocha revolta-se com morte trágica do músico Tony Lemos: "Por que é que foste fazer isso?"

Fernando Rocha na SELFIE
Fernando Rocha é vítima de roubo de identidade: "É fraude!"
Fernando Rocha faz "ajuste de contas" com quem o infetou com Covid-19

Após a notícia da morte do músico Tony Lemos, Fernando Rocha recorreu às redes sociais para lamentar a perda do colega e amigo.

Morreu Tony Lemos, conhecido por integrar a banda Santamaria. A notícia sobre a morte de Tony Lemos está a ser recebida com surpresa pelo mundo artístico, bem como pelos fãs. Fernando Rocha foi uma das figuras nacionais que se mostrou revoltado com a triste notícia.

"F**-se Tony, por que é que foste fazer essa m****, estou f**** contigo, c****, estou a berrar por dentro. Além da tua família, todos nós te amamos, c****, nada justifica o suicídio. C****, mano, por que é que foste fazer isso. F***-se, estou sem chão", escreveu o humorista.

Nas redes sociais, o amigo e cantor Fernando Coreia Marques foi das primeiras vozes conhecidas a lamentar a perda: "Estou triste, muito triste mesmo. Partiu um dos meus meninos. Ainda me lembro daquela luta na Póvoa de Varzim, em 1994/5, para que reconhecessem o teu valor e o da tua mana, como fonte de inspiração dos futuros Santa Maria em que voltaram ao palco para, juntos, sermos um. Não acredito nisto, juro que não", começou por escrever.

"Aos teus pais, a minha eterna saudade. À Filipa, o meu eterno abraço. Aos Santamaria, a minha eterna admiração. À tua família e filhotes, a minha eterna amizade. A ti, meu mano, meu puto, meu menino, Tony Lemos. A minha eterna vivência. Nunca cairás no esquecimento", concluiu.

Entretanto, o grupo Santamaria reagiu à morte do músico: "A família Santamaria ficou, hoje, mais pobre. Agradecemos o vosso carinho, neste momento difícil. Estarás, sempre, connosco, a cada momento! Até um dia, irmão!"

Até ao momento, não foi confirmada a causa de morte, mas os amigos do cantor já avançaram que se tratou de um ato de suicídio.

Caso esteja a sofrer de algum problema psicológico, tenha pensamentos autodestrutivos ou sinta necessidade de desabafar, deverá recorrer a um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral, podendo, ainda, contactar uma das seguintes entidades:

- Conversa Amiga (entre as 15h e as 22h) - 808 237 327 (número gratuito) e 210 027 159

- SOS Voz Amiga (entre as 16h e as 24h) - 213 544 545 

- Telefone da Amizade (entre as 16h e as 23h) – 228 323 535

- Telefone da Esperança (entre as 20h e as 23h) - 222 030 707

- SOS Estudante (entre as 20h e a 1h) - 239 484 020