No Instagram

Melânia Gomes sobre "Movimento Sobreviver a Pão e Água": "Digam-me que isto não está a acontecer"

Foi nas redes sociais que Melânia Gomes se manifestou sobre a greve de fome de empresários da restauração, sob forma de protesto.

"Digam-me que isto não está a acontecer. Política à parte, ideais e chavões, também, digam-me só que isto não está a acontecer no meu país, que lutou tanto pela liberdade de um povo, pelos direitos de um povo", começou por escrever a atriz, na passada quinta-feira, dia 3, data que marcou o sexto dia de greve de fome dos manifestantes.

"Como é que é possível estarem tantas pessoas em greve de fome, para apenas serem ouvidas, e nada acontece? Digam-me, então, que estou louca e este já não é o cenário, por favor", concluiu, mostrando-se indignada com a falta de respostas aos membros do "Movimento Sobreviver a Pão e Água", que  estão em greve de fome, enquanto não forem ouvidos pelo Primeiro-Ministro, António Costa, ou pelo Ministro de Estado da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira.

Recorde-se que um dos protagonistas do protesto, o Chef Ljubomir Stanisic, sentiu-se mal, após um discurso, na passada quarta-feira, dia 2, e foi transportado de urgência para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Depois de ter recebido tratamento intravenoso, para aumentar os níveis de açúcar no sangue, Ljubomir Stanisic assinou o termo de responsabilidade e regressou ao protesto, apesar das recomendações dos médicos para permanecer no hospital.

Relacionados