urlvisit
EXCLUSIVO

Pedro Teixeira revela: "Sou muito romântico"

A SELFIE marcou presença na apresentação de "O Amor Acontece" e conversou com Pedro Teixeira, que fará dupla com Maria Cerqueira Gomes.

Que Pedro é que os portugueses podem esperar neste novo formato?
Pedro só há um! (risos) Vou estar ali a fazer o melhor que sei. É o Pedro que conhecem!

Apresentar um reality show fazia parte dos planos?
Nunca pensei, nunca me passou pela cabeça apresentar um reality show. Não é uma coisa que me tenha passado pela cabeça, mas sinto que estou preparado para o fazer, estou muito bem acompanhado pela Maria Cerqueira Gomes, pela Shine Iberia (a produtora do programa), pela TVI, portanto, se me escolheram para fazer o programa é porque acham que estou preparado. E eu sinto que estou preparado e vou dar o meu melhor, para que tudo corra bem.

Como vai ser fazer dupla com a Maria Cerqueira Gomes?
Estou muito contente! Admiro muito o trabalho da Maria Cerqueira Gomes. Ela nem sempre teve a vida fácil na TVI. Quando chegou, foram tempos muito difíceis para ela. Felizmente, soube dar a volta, porque é uma excelente comunicadora, uma ótima profissional e uma pessoa que, acima de tudo, é genuína e é verdadeira, e é isso que transparece quando está à frente de um programa de televisão. É uma apresentadora de verdade, é verdadeira em tudo o que faz, e eu identifico-me bastante com isso, acho que somos os dois muito parecidos, nesse aspeto. Portanto, acho que tem tudo para correr bem!

É um homem romântico?
Sou muito romântico! Não resisto a uma bela história de amor.

Qual foi a maior loucura que já fez por amor?
Eu? Não posso dizer! (risos) Acho que, por amor, nunca é uma loucura, é sempre uma coisa boa. Acho que fazer loucuras por amor nem faz muito sentido. Quando o amor existe, existe! Nunca lhe posso chamar uma loucura.

Acha possível alguém apaixonar-se à primeira vista?
Acho! Isso acho possível, se bem que, aqui no nosso programa, as pessoas não têm que se apaixonar à primeira vista. As pessoas são escolhidas consoante os gostos - o que elas acham que gostam, o que acham que são - e, depois, no dia a dia, vão ver se é assim mesmo. Nós esperamos que sim e esperamos que tudo corra bem, mas acreditamos que nem tudo vai correr bem.