urlvisit
EXCLUSIVO

Júlio Isidro recorda peripécia na estreia de Teresa Guilherme em televisão

Júlio Isidro recorda peripécia com Teresa Guilherme
Apresentação do novo livro de Teresa Guilherme, "Avesso do Direto"

O Páteo Alfacinha, em Lisboa, foi o local escolhido para Teresa Guilherme apresentar o novo livro, Avesso do Direto, na presença de Cristina Ferreira e Júlio Isidro.

Em declarações à SELFIE, Júlio Isidro não poupou elogios à colega e amiga: "A Teresa Guilherme, em 30 anos de carreira, particularmente como produtora e apresentadora, mas mais até na área da produção, teve, de certeza, muitos mais incidentes do que conta neste livro tão fininho. Daria, com certeza, para aí uma enciclopédia. Ela tem as histórias dela, eu tenho as minhas, outros que têm outro tempo de carreira têm outras histórias para contar...."

Sobre as memórias com Teresa Guilherme, o apresentador recordou: "Os meus momentos com a Teresa foram, sempre, bons, mas eu contei, hoje, aqui, que no primeiro programa que ela fez na vida, que era o 'Eterno Feminino', - o nome é da minha autoria - ela foi ensaiando todos os dias, fez programas falsos, programas de ensaio e o que aconteceu foi o seguinte: nós preparámos o cenário durante a noite, um cenário feito com o maior carinho, desenhado com todo o gosto, e ela olhou para o cenário, não gostou nada e entrou no meu gabinete, a chorar compulsivamente, e disse-me: 'Júlio, não gosto nada do cenário'! Estávamos na véspera de o programa estrear, portanto, ela teve de parar as lágrimas, o cenário continuou e só mais tarde é que foi modificado."

"Eu conheço muito mais a Teresa Guilherme sob o ponto de vista profissional do que pessoal, muito embora nós, em televisão, particularmente os apresentadores, denunciam-se muito naquilo que são. Penso que a Teresa é uma pessoa de palavra fácil, uma pessoa que diz aquilo que pensa e que nem sempre pensa tudo o que diz, porque diz tudo o que lhe vem à cabeça, o que é bom, é bom sinal. Aliás, ela pensa, sempre, muito bem naquilo que diz e é realmente uma pessoa que gosta de estar rodeada de gente que lhe queira bem. Não a estou a ver a trabalhar com gente de quem ela não goste e, portanto, mesmo com as suas saídas mais ou menos intempestivas ou mesmo com as suas lágrimas maravilhosas, que têm sempre efeitos muito práticos, as pessoas gostam muito de trabalhar com ela."