urlvisit

Nuno Santos recorda "dia mais duro" que já viveu: "Foi uma dor tremenda, para a família"

Conta-me - Nuno Santos
Nuno Santos recorda Maria João Abreu: «Comandou sempre a sua vida»
Nuno Santos: «Os meus pais acreditaram sempre em mim»
Nuno Santos na SELFIE
Manuel Luís Goucha entrevista Nuno Santos, no "Conta-me"

O Diretor da CNN Portugal, Nuno Santos, teve uma conversa emotiva com Manuel Luís Goucha, no programa "Conta-me", e falou sobre um dos momentos mais difíceis do percurso pessoal.

Na emissão deste sábado, dia 20, do programa "Conta-me", Nuno Santos falou sobre a vida pessoal e profissional, numa conversa com Manuel Luís Goucha, a, apenas, dois dias do lançamento do canal CNN Portugal, do qual Nuno Santos é Diretor.

Ao percorrer todo o percurso pessoal e profissional, Nuno Santos acabou por falar sobre a ligação com os pais. "Fui um filho tardio. Quando nasci, o meu pai já tinha 42 ou 43 anos. Era um pai dessa época, não muito dado aos afetos, mas foi muito importante na minha formação, no meu contacto com os livros, nas conversas que teve comigo e, também, nos seus silêncios", começou por referir.

"Ele escolheu, num determinado momento, reformar-se para aproveitar bem os últimos 20 anos de vida. E, na verdade, houve um dia em que se levantou e caiu para o lado. Isso é, ainda hoje, o maior choque da minha vida", recordou.

"A esta distância, julgo que é a morte que, provavelmente, todos nós gostaríamos de ter. Nenhum sofrimento. No entanto, foi uma dor tremenda para a família. [...] Quando chegámos a casa, ele já estava morto. Foi o dia mais duro da minha vida. Nunca mais pude falar com ele, desabafar com ele. Ele não conheceu os netos, ou melhor, os meus filhos. Conheceu a filha mais velha da minha irmã. Morreu cedo demais", lamenta.

Nuno Santos falou ainda sobre a mãe, que tem 90 anos. Para o Diretor da CNN Portugal, estar com a progenitora é, sempre, "um dos melhores momentos" da semana.

Veja, agora, na íntegra, a entrevista de Nuno Santos, no programa "Conta-me".