No Instagram

Rui Maria Pêgo está de luto: "Nunca me vou esquecer de ti"

Através do Instagram, o radialista Rui Maria Pêgo chorou uma morte, com a partilha de um texto emotivo.

Rui Maria Pêgo está a atravessar uma fase pessoal difícil: o radialista chora a morte de uma familiar, a avó Corina. No Instagram, Rui Maria Pêgo prestou-lhe uma sentida homenagem.

"Não adivinho qual será a minha última palavra - aposto em 'partenogénese' -, mas sei que a primeira foi 'avó'. Não foi 'mãe', nem 'pai', nem 'estegossauro' - foi 'a-v-ó', para absoluto choque de todos e provavelmente, uma escolha já incendiária de um cáustico e problemático Rui Maria circa 91. Suspeito que 'avó' foi a minha primeira palavra, porque foi quem me ensinou o que era a doçura. Por isso ou por ter vivido uma infância inteira soterrado por bolachas Maria, por partes do meio das torradas e por atenção. Doçura, outra vez", começou por recordar o comunicador, na legenda de uma série de fotografias, na qual surge com a familiar.

"Obrigado, Avó. De 1930 a quinta-feira houve centenas de vidas, passar por elas de uma forma boa e a recrutar todos os sacos de plástico possíveis pelo caminho, é coisa de heroína; é material de panteão! É ser muito melhor do que consigo ser agora ou do que o meu avatar cheio de pixeis torcidos será nas próximas décadas de um futuro enclausurado no Metaverso. Bolachas Maria. Muitas Bolachas Maria no Metaverso, Avó! E bifes de peru com puré de batata, Avó! No Metaverso, Avó! Ou…Em Benfica, Avó! Avó! Avó! Avó! Sim?", continuou o filho de Júlia Pinheiro.

De seguida, Rui Maria Pêgo continuou a apresentar a familiar: "Corina da Conceição, filha de pai brasileiro e mãe angolana, nascida em Luanda, a 23 de fevereiro de 1930. Mãe do Jorge e do Rui. Avó da Sofia, do Rui Maria, da Matilde, da Carolina, do Bernardo e da Mafalda. Bisavó da Francisca e da Benedita. Vencedora do melhor bolo de chocolate do século XX (e XXI). Antes que o tempo arraste tudo, vou para sempre lembrar-me de como, aí em casa, fui leve e livre e de como todos nós só somos vagamente bons, porque encontrámos um exemplo à prova de bala nos primeiros dias do jogo.

"Beijinhos, Avó. Nunca me vou esquecer de ti. Nem das bolachas Maria. Avó", completou.

Veja, agora, as imagens partilhadas por Rui Maria Pêgo, na galeria de fotografias.

Relacionados