No Instagram

"Pipoca Mais Doce" partilha desabafo comovente: "A vida tem sido certeira a enfiar-me chapadas"

Ana Garcia Martins recorreu às redes sociais para partilhar um desabafo sobre a fase difícil que atravessa, após a morte do pai e o divórcio de Ricardo Martins Pereira.

Ainda que com o sentido de humor que lhe é característico, a autora do blogue "A Pipoca Mais Doce" falou sobre o momento difícil que atravessa, deixando os seguidores comovidos.

"Há uma cena de “O Sexo e a Cidade” em que, depois de ser largada no altar pelo Mr.Big, a Carrie pergunta às amigas se algum dia vai voltar a rir com vontade. Uma delas responde-lhe que sim, quando alguma coisa tiver mesmo, mesmo graça. Desculpem não ir buscar uma referência mais profunda e a puxar ao intelecto, tipo cinema experimental da antiga Jugoslávia, mas eu também não sou assim tão profunda e, enfim, 'O Sexo e a Cidade' será sempre 'O Sexo e a Cidade'. Isto para dizer que faz amanhã duas semanas que o meu pai morreu e ri-me uma vez com muita vontade. Porque a cena foi tão divertida, surreal e patética que, mesmo a morrer de tristeza, era impossível não rir", começou por escrever.

"Já me ri mais vezes, claro, mas sempre aquela coisa mais para fazer o jeito do que vontade genuína de rir. Acho que houve alguma coisa aqui para dentro que se perdeu irremediavelmente e que não sei se será recuperável. Já sei, vai lá com o tempo, tudo passa, blá, blá, blá, mas a vida tem sido tão certeira a enfiar-me chapadas nestes últimos tempos (daquelas que os dedos ficam marcadinhos na tromba), que estou a pensar ficar debaixo do edredon até 2021 passar", contnuou.

"Estou assim meio anestesiada, entre o incrédula e resignada, e nem sequer comecei a beber. Ainda. Agradeço a vossa preocupação, as mil e uma mensagens a perguntar se estou bem, se quero ir passar um tempo a vossa casa, a partilharem histórias de perdas, de divórcios, de desgraças assim em geral. Não me apetece mentir e dizer que estou incrível, porque não estou. Na maior parte do tempo, gostava só de poder ficar no escuro e em silêncio (preferencialmente, sem acesso à Internet por tempo indeterminado), mas não dá e a vida tem de transformar-se noutra coisa qualquer e seguir. Posto isto, sigamos, que também pior, não sendo impossível, fica difícil. Obrigada", concluiu.

Recorde-se que Ana Garcia Martins perdeu o pai há cerca de duas semanas e, no passado mês de janeiro, separou-se de Ricardo Martins Pereira, com quem esteve casada mais de dez anos e com quem tem dois filhos: Mateus e Benedita.

Relacionados