No Instagram

Inês Herédia mostra batizado dos filhos e desabafa sobre a Igreja: "Não se escolhe quem se ama"

Inês Herédia partilhou um momento único do batizado dos filhos, os gémeos Luís e Tomás, e fez uma reflexão acerca da relação com a religião católica.

"O batizado dos meus filhos foi dos momentos mais felizes da minha vida. Da minha e da família e amigos que estiveram presentes. Principalmente dos não crentes. Para um ateu, não é todos os dias que se vai a um batizado tão vivido e refletido como este, para um católico, não é todos os dias que se batizam filhos de duas mães", começou por escrever Inês Herédia, numa publicação que fez no Instagram, a propósito de uma recordação do batismo dos filhos.

"Tive uma educação católica em casa e na escola, com uma vida muito presente na igreja. Cheguei à adolescência e questionei tudo, questionei todos, afastei-me da igreja e os meus pais nunca me impuseram nada", garantiu a atriz.

"A dada altura, no primeiro ano da faculdade, resolvi pegar no carro e ir sozinha à missa num domingo qualquer. Mexeu tanto comigo que acho que, nos meus três anos de licenciatura, estudei mais sobre Teologia do que sobre Hotelaria. Não percebia porque é que me sentia tão bem ali, mas sentia. Em frente ao sacrário. Em silêncio", sublinhou, ainda, a mãe de Luís e Tomás. 

"Nunca cheguei a perceber. Ainda hoje, não encontrei uma explicação racional. A não ser a de que não se escolhe aquilo ou quem se ama. Ama-se e acredita-se, simplesmente", continuou a companheira de Gabriela Sobral.

"Com o passar dos anos e à medida que fui percebendo e aceitando a minha homossexualidade, afastei-me proporcionalmente deste lugar onde me sinto tão bem, mas que o mundo, a sociedade e o peso da história e das instituições me continuava a dizer que eu não era assim tão bem vinda ali. Ou era, mas com condições. Tudo faz curto-circuito, ainda, na verdade. Hoje, entristece-me saber que não posso ser tratada da mesma maneira que o amigo hetero que tenho ao lado", lamentou.

"Vivo na utopia de achar que, um dia, será tudo reversível e que o amor pode mesmo ser a única lei. Talvez seja isso que amo, no final de contas. Essa utopia. Não sei", rematou Inês Herédia.

Veja, agora, o vídeo partilhado por Inês Herédia, no qual se pode ver a atriz a cantar no batizado dos filhos.

Relacionados