urlvisit

Filomena Cautela: "É uma partilha demasiado íntima, mas cá vai"

Filomena Cautela na SELFIE
Em video inédito, Filomena Cautela corre na praia: "Aquele biquíni que tenho por hábito não expor"
Filomena Cautela deseja boa Páscoa e seguidores ficam boquiabertos: "Que bolo é este?"
Filomena Cautela no "Conta-me Como És"

Foi nas redes sociais que Filomena Cautela deixou um desabafo sobre a fase profissional que atravessa, sem esquecer o momento difícil que o mundo tem vivido e assistido.

"É uma partilha, talvez, demasiado íntima, mas cá vai. Ontem, foi o culminar dos meus últimos 4 anos. Anos duros, demasiadamente loucos para se descrever aqui, mas, do que importa, desde janeiro deste ano, que não parei um único dia", começou por escrever, na redes sociais.

"Do '5 para a meia noite' à tournée do Limbo, ao Festival da Canção, à edição caseira, talvez uma das maiores loucuras, eventos mil, dobragens e campanhas insanas, à verdadeira maratona do Milionário, o I Love Portugal foi o sprint final de uma corrida sem pausas. Talvez por isso nunca tenha feito tanta patetice e cometido tantas imprecisões como fiz neste programa", continuou, falando, assim, sobre o novo projeto que tem em mãos.

Filomena Cautela concluiu o desabafo, falando sobre a pandemia de Covid-19 que assolou o país e que mudou o quotidiano como o conhecíamos, enaltecendo os heróis do momento.

"Esta #€&! de pandemia ensinou me que é preciso parar para fazer as coisas. As nossas coisas. Apesar de parecer, a vida não pára e o Mundo nunca precisou tanto dos que sabem sentir. E sei que somos muitos. Que saibam, os que passam por aqui, que leio os vossos comentários e o quão revigorante é perceber que os que fazem questão de deixar sempre uma nota têm o coração e a cabeça no sítio certo. É a nossa vez de nos organizarmos e com calma pintar o Mundo", concluiu.