urlvisit

"Casa dos Segredos". Isabela Cardinali chocada com denúncia de seguidora: "Fiquei sem chão"

Isabela Cardinali, da "Casa dos Segredos", na SELFIE
Será esta a dança mais divertida de Isabela Cardinali e Pedro Moreira?
"Casa dos Segredos": Isabela Cardinali sofre de ansiedade e ataques de pânico
"Casa dos Segredos": Isabela Cardinali e Pedro Moreira na Selfie
Isabela Cardinali prepara casamento com Pedro Moreira

A ex-concorrente da "Casa dos Segredos" Isabela Cardinali mostrou-se surpreendida com o pedido de ajuda de uma internauta.

Através do Instagram, Isabela Cardinali contou que recebeu um pedido de ajuda de uma fã que, alegadamente, está a sofrer de violência doméstica.

Por esse motivo, a ex-concorrente da "Casa dos Segredos" deixou um desabafo sobre este tema. "Diz não à violência doméstica. Ontem, quando recebi um pedido de ajuda de uma menina que estava a passar por violência doméstica, fiquei sem chão. Entrei em contacto com ela e percebi, de imediato, que precisava de ajuda, precisava de alguém que olhasse por ela, de um apoio. Não quero imaginar o que é passar por um momento destes, mas quero dizer-vos que: não se calem. Violência física ou psicológica não é normal. Pede ajuda. Estou aqui, para te ajudar!", começou por afirmar, na legenda de uma fotografia, na qual surge com uma expressão séria.

"Há vários comportamentos que podes analisar, antes que chegue, efetivamente, a algo verdadeiramente grave. Não alastres. Por ti, pela tua felicidade. Espero que este texto sirva de força para algum/a de vocês que anda a adiar uma denúncia, ou uma conversa, ou uma saída", acrescentou Isabela Cardinali.

No final, a noiva de Pedro Moreira partilhou um dado estatístico alarmante: "A violência doméstica matou 19 pessoas, nos primeiros nove meses do ano."

Veja, agora, a imagem partilhada por Isabela Cardinali, na galeria de fotografias que preparámos para si.

Recorde-se que caso tenha sofrido - ou continue a sofrer - de violência doméstica, pode contactar, gratuitamente, o número da APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima): 116 006.