urlvisit

Carolina Deslandes faz apelo sobre Afeganistão: "Não é uma altura de ignorar"

Carolina Deslandes sobre o Afeganistão: "Temos o dever de mudar as coisas"
Carolina Deslandes namora com Miguel Cristovinho? A cantora responde!
Carolina Deslandes ajuda filho com exercício de fala: "Amor é adubo"
Filhos de Carolina Deslandes na SELFIE
Carolina Deslandes na SELFIE

Carolina Deslandes fez um vídeo no qual apela à proatividade dos quase 900 mil seguidores em relação ao que se vive, atualmente, no Afeganistão.

Carolina Deslandes partilhou, no Instagram, um vídeo no qual aborda as recentes notícias sobre a situação que se vive no Afeganistão.

"Estamos todos de boca aberta com o que se está a passar no Afeganistão", começou por dizer a cantora, antes de frisar que é importante explicar o que está a acontecer, principalmente às gerações mais novas que, segundo Carolina Deslandes, "estão um bocado a apanhar do ar e não estão a perceber o que se está a passar". 

Consciente da influência junto dos quase 900 mil seguidores, a cantora afirmou: "Não só temos o poder como temos o dever e a responsabilidade de mudar as coisas."

"Falando sobre as coisas e não deixando que os assuntos sejam contornáveis, não deixando que os assuntos não sejam discutidos e trazidos para cima da mesa. Não deixar que os governos do resto dos países do mundo não tomem uma atitude perante uma das maiores violações dos direitos humanos à qual estamos a assistir em 2021", enumerou a cantora, antes de frisar: "É da nossa responsabilidade exigir que isto seja tratado, é da nossa responsabilidade exigir uma intervenção, é da nossa responsabilidade educar as pessoas que estão à nossa volta para se preocuparem, para serem ativas, para perceberem o que se está a passar. Cada um de nós que fizer isso já está a fazer muito. Trazer o assunto para cima da mesa, abordá-lo e não permitir que o assunto seja ignorado."

"Os talibãs voltando ao poder existe um retrocesso a todos os níveis no Afeganistão que vai afetar principalmente as mulheres. [...] As mulheres, a partir deste momento, estão a ser afastadas dos seus cargos, as mulheres não podem ter acesso à educação, não podem trabalhar, não podem ser atendidas por médicos homens, não podem deixar as suas casas sem serem acompanhadas pelo marido ou irmão, não podem pintar a unhas, não podem mostrar os tornozelos, não podem rir", detalhou, inconformada, a cantora.

"As mulheres não têm direito a absolutamente nada. Para além de que, entre os 12 e os 45 anos, as mulheres são muitas vezes oferecidas como escravas sexuais, são obrigadas a casar, vistas como objetos e não têm qualquer poder sobre a sua vida", acrescentou, ainda, Carolina Deslandes.

"Isto não é um assunto do Afeganistão, isto é um assunto de todos. [...] Gosto de pensar que, hoje em dia, temos uma preocupação coletiva e vemos que o se passa no mundo é uma responsabilidade de todos", continuou, antes de reiterar: "Não é uma altura de ignorar, de passar à frente, de fazer memes e gozar com a situação."

Veja, agora, o vídeo com o apelo de Carolina Deslandes.