urlvisit

"Big Brother". Jéssica Fernandes sobre relação com Renato: "Chega"

Redação
"Big Brother": conheça a concorrente Jéssica Fernandes
Jéssica Fernandes faz piercing e mostra nariz "inchado"
Jéssica Fernandes e Edmar fazem tatuagens para celebrar amizade
Jéssica Fernandes e Renato, do "Big Brother", fazem passeio de avioneta
Jéssica Fernandes e Edmar fazem tatuagens iguais

Foi através das redes sociais que Jéssica Fernandes publicou um desabado sobre a relação com Renato, que conheceu no "Big Brother - A Revolução".

Cansada de ser pressionada para assumir um relacionamento com Renato, Jéssica Fernandes publicou um longo desabafo, nas redes sociais.

"Eu e o Renato somos só amigos, pelas mil e uma razões válidas para mim, e que não tenho de partilhar em público, até porque, obviamente, não tenho interesse em expor assunto algum que prejudique alguém", começou por escrever a ex-concorrente do "Big Brother - Duplo Impacto".

"Vocês fazem tanta pressão, enviam tantas mensagens ofensivas, tantos insultos... Chega! Chegou ao ponto de me virem dizer que tenho de abrir os olhos em relação à minha mãe! À minha própria mãe? Estão a tentar afetar-me e estão a conseguir, parabéns! Espero que ganhem o mundo com isso! Eu nasci sozinha e hei de partir sozinha, também, não tenho a obrigação de ficar com o Renato, ou seja com quem for, até porque tenho 24 anos. As relações começam e terminam. Neste caso, eu, até, fiz questão de não ter uma relação, porque tinha as minhas dúvidas de que funcionasse dessa forma, apesar de ter tentado, de coração aberto, porque havia todo um batalhão a torcer por isso, e eu mesma, também", acrescentou.

Indignada e revoltada com as acusações que lhe são dirigidas, Jéssica Fernandes sublinhou, também: "Não sou 'falsa', não sou uma 'm****' por achar, por vários motivos, que não quero uma relação. Entendam isso! Nunca menti. Nunca omiti o facto de que não me sentia confiante para assumir um compromisso. Ser julgada por isso é, completamente, de loucos! Posso ir meter-me nas vossas vidas e fazer-vos sentir uma m**** porque não querem uma relação com A ou com B? Ou porque se envolveram com alguém e já não estão com essa pessoa? Posso ir atrás de vocês, julgar-vos por isso, atazanar-vos a cabeça e levar-vos à depressão com insultos e ofensas? Vocês estão bem? Grande parte do motivo pelo qual somos só amigos é esta pressão horrorosa que fazem. Se eu recebo isto sem, sequer, ter uma relação assumida - um namoro - imagino se tivesse! Eu e ele somos dois seres humanos, tal como todos vocês, que se apaixonam, que se desapaixonam, que têm dúvidas, receios… Por amor de Deus!"

Cansada, a fadista fez um apelo: "Párem, já, com tudo isto, porque não é justo o que me estão a fazer. Desde que saí, já levei com gente a dizer que a fama me subiu à cabeça, porque pus trancinhas no cabelo e porque estou a divertir-me ao pé de um amigo, ou, estava, até arruinarem, por completo, o meu bom humor e a minha felicidade. Isto é ridículo! Eu sou, exatamente, a mesma pessoa, com o mesmo coração e a mesma cabeça. Não mudei em nada. Simplesmente, estou farta de dramas e de andar triste, e tento abstrair-me, sorrindo, brincando e estando com pessoas que estejam nessa boa energia, também. Tenho pena de que uns tais que se dizem fãs não tenham, verdadeiramente, gosto em ver-me feliz."

"Quanto aos grupos de fãs e apoiantes, não tenho nada a ver com o que se passa, no que toca a conversas ou decisões que tomam, porque nem sequer tenho acesso aos grupos, nem às conversas. Párem de me envolver em dramas, porque é a última coisa que quero. Só quero ser feliz, nada mais. Quero viver a minha vida em paz. Não tenho de estar a levar com todo este julgamento, com estes insultos e estas ofensas, dirigidos a mim e à minha família. Quanto mais fazem este tipo de coisas e esta pressão horrorosa, mais vão obter a reação oposta àquela que queriam da minha parte. Podem 'tirar o cavalinho da chuva', nesse aspeto, se acham que vou fazer o que for, envolvendo os meus sentimentos e a minha vida pessoal, só porque vocês querem. Hei de ser, sempre, verdadeira comigo mesma e fiel a mim mesma. Acho ridículo tudo isto que se anda a passar. Chega", reafirmou.

Numa nova publicação, a ex-concorrente do "Big Brother - Duplo Impacto", voltou a queixa-se da pressão de que é alvo: "Tantas críticas, tanta gente a opinar sobre o que não sabe e sobre o que não é da sua conta! Parabéns, parece que conseguiram o que queriam: mandar-me abaixo… Sinto-me impotente, porque, por mais que fale, por mais que tente passar uma mensagem da empatia, de amor ao próximo, de não ao preconceito, de não ao julgamento, de aceitação etc… parece que tudo o que as pessoas sabem fazer é criticar, ofender, insultar... Não se põem na minha pele, por um segundo, e mandam-me abaixo, friamente, e de forma implacável. Não tenho esperança na Humanidade, porque o que alimenta o povo e o motor de tudo é o ódio. Ficam felizes, a destilar ódio, gratuitamente, sem remorsos por estarem a afetar, gravemente, alguém. Nunca poderei compreender o porquê."