No Facebook

Vítima de censura, Manuela Moura Guedes desabafa: "Deixem-me ter liberdade de expressão"

Após ter sido vítima de censura, a jornalista Manuela Moura Guedes partilhou um desabafo, nas redes sociais.

Recorrendo ao Facebook, Manuela Moura Guedes contou que teve uma publicação apagada, nessa rede social.

"Inacreditável! Desapareceu uma publicação que tinha escrito, ontem, sobre a minha opinião acerca de Israel. Pelos vistos, houve quem não gostasse  e, em vez de se limitar a registar a sua opinião, fez mais... apagou-me. Isto ainda mais enraíza a ideia, que tenho, de que aquele Estado vive uma política de ódio que alimenta a segregação, o racismo e a violência. São estas as armas que usa, proclamando o direito à ocupação num território onde viviam milhares de famílias palestinianas", começou por desabafar a jornalista, de 65 anos.

No final desta publicação, Manuela Moura Guedes quis deixar um apelo: “E, por favor, não confundam as coisas, não misturem tudo. Os judeus do Holocausto e os sionistas, os ultraortodoxos e a extrema direita com os judeus que querem a convivência pacífica entre dois Estados, não confundam as famílias palestinianas, a quem lhes é negada a terra, a identidade, a cultura com os terroristas... Pelo menos aqui, deixem-me ter liberdade de expressão."

Relacionados