No Facebook

Um ano após a morte de Sara Carreira, Tony Carreira desabafa: "Até agora, estou sem saber o que aconteceu"

No dia em que se completou um ano desde o falecimento de Sara Carreira, o cantor Tony Carreira mostrou-se indignado com a investigação do acidente que vitimou a filha.

O passado domingo, dia 5, completou-se um ano desde o falecimento de Sara Carreira, num trágico acidente de viação. A propósito dessa data, Tony Carreira partilhou, no Facebook, um desabafo sobre a investigação "demorada" do acidente que tirou a vida da filha.

"Assinala-se, hoje, um ano sobre o acidente que vitimou a minha filha. Desde a abertura do processo, e respetivo inquérito, que o mesmo se encontra em segredo de justiça. Já sei que não é normal acidentes de viação estarem em segredo de justiça, e até me foi dito que tal ajudaria a proteger a investigação. Verifico, hoje, que não, e é minha convicção de que tal só serviu para 'esconder' uma investigação demorada e sobre a qual tenho pouquíssima informação ao fim de um ano!", começou por apontar o cantor, de 57 anos.

Tony Carreira afirmou que já pediu o levantamento do segredo de justiça da investigação: "Há uns meses, desloquei-me ao Tribunal de Santarém e tentei falar com a Exma. Sra. Procuradora, que recusou receber-me, tendo apenas aceitado receber o meu advogado. Queria pedir-lhe que levantasse o segredo de justiça, porque me vedava, em muitos aspetos, o acesso à investigação em curso. Solicitei, então, ao meu advogado que, nesse dia, desse nota desse pedido à Exma. Sra. Procuradora."

"Respeitando que tenham mantido o processo em segredo de justiça, deparo-me, agora, com muitas noticias sobre o caso, com informações detalhadas que, caso venham a ser verdade, mancham, mais uma vez, a justiça portuguesa. Enquanto Pai, pergunto à Exma. Sra. Procuradora: o segredo de justiça é só para alguns? Se as informações que vieram a público forem verdadeiras então, mais uma vez, a nossa justiça fica manchada por ser justiça só de alguns", criticou o intérprete de "Sonhos de Menino".

No final da mensagem, Tony Carreira deixou um desabafo: "Enquanto Pai, estou há 1 ano (!!!) sem saber o que aconteceu. A ser verdade que a comunicação social tem acesso a mais detalhes do que eu, enquanto Pai, então fica a nu que a justiça portuguesa está doente e dá cada vez mais motivos a todos os que não acreditam nela."

Relacionados