urlvisit

Morreu o ator Pedro Efe

Redação
Pedro Efe

Descrito como "um verdadeiro 'homem dos sete ofícios'", Pedro Efe morreu aos 78 anos. A notícia é confirmada pela Academia Portuguesa de Cinema, da qual era "membro honorário".

"É com tristeza e pesar que partilhamos a notícia do falecimento de Pedro Efe, membro honorário da Academia Portuguesa de Cinema. Um verdadeiro 'homem dos sete ofícios', Pedro Efe trabalhou, desde o início dos anos 70, nas mais diversas áreas cinematográficas: assistente de fotografia, assistente de produção, grupista, operador de steadycam, realização e produção de documentários e de filmes institucionais, e foi, também, intérprete em vários filmes", pode ler-se numa publicação da Academia Portuguesa de Cinema, no Facebook.

Em cinema, Pedro Efe participou em filmes como "Um Campista em Apuros" ( 1968), de Herlander Peyroteo, "O Cerco" (1970), de António da Cunha Teles, "O Passado e o Presente" (1972), de Manoel de Oliveira, "O Mal-Amado" (1974), de Fernando Matos Silva, "Kilas, O Mau da Fita" (1980), de José Fonseca e Costa, "Fürchte dich Nichtm Jakob!" (1981), "Oxalá" (1981), de António-Pedro Vasconcelos, "A Estrangeira" (1982), de João Mário Grilo, "Balada da Praia dos Cães" (1987), de José Fonseca e Costa, "O Bobo" (1987), de José Álvaro Morais, "Adeus, Princesa" (1992), de Jorge Paixão da Costa, "Rosa Negra" (1992), de Margarida Gil, "Marie" (1993), de Marian Handwerker, "The House of Spirits" (1993), de Bille August, "Pax" (1994), de Eduardo Guedes, "Cinco Dias, Cinco Noites" (1996), de José Fonseca e Costa, "Elas" (1997), de Luís Galvão Teles, "A Tempestade da Terra" (1997), de Fernando d'Almeida e Silva, "Jaime" (1999), de António-Pedro Vasconcelos, "Mal" (1999), de Alberto Seixas Santos, "Inferno" (1999), de Joaquim Leitão, "Capitães de Abril" (2000), de Maria de Medeiros, "O Crime ao Pé do Resto do Mundo" (2000), de José Carlos de Oliveira, "O Mistério da Estrada de Sintra" (2007), de Jorge Paixão da Costa, "4 Copas" (2008), de Manuel Mozos, "Amor Impossível" (2015), de António-Pedro Vasconcelos, e "O Grande Circo Místico" (2018).

Em televisão, também participou em vários projetos, nomeadamente, "Sedução", "A Outra" e "Morangos Com Açúcar".

O funeral do ator terá lugar nesta quinta-feira, dia 2, pelas 11h30, na Igreja do Cemitério do Alto de São João.