EXCLUSIVO

Mafalda Rodiles: "Uma relação que não deu certo não significa que falhámos"

A SELFIE conversou, em exclusivo, com Mafalda Rodiles, que regressou a Portugal, há cerca de um ano, na companhia dos filhos. A atriz, que se tornou conhecida na série juvenil "Morangos Com Açúcar", pretende, agora, voltar a apostar na representação.

Há cerca de um ano, voltou para Portugal, depois de uma longa temporada no Brasil. Como tem sido o regresso ao nosso país?
Tem sido ótimo, muito melhor do que, inicialmente, pensei, porque sabia que havia muitas burocracias e muitas mudanças na vida das crianças, mas correu tudo muito bem, estou super feliz por ter regressado. Foi, sem dúvida, das melhores decisões que tomei na vida.

Já com um maior distanciamento, que balanço faz dos oito anos e meio que viveu no Brasil? O que fica dessa passagem?
Eu sou uma apaixonada pelo Rio de Janeiro, gosto mesmo muito da cidade e fui, sempre, muito bem recebida. Fica uma experiência incrível, que me fez crescer muito, como pessoa e como profissional. Ficam muitos amigos, no coração, de quem morro de saudades, e o melhor de tudo, sem dúvida, que são os meus filhos.

Pensa, algum dia, regressar ao Brasil?
É muito engraçado, porque muitas amigas me perguntam se penso voltar a morar lá. Se as pessoas soubessem o trabalho que dá mudar de país com dois filhos (risos). Claro que irei ao Rio, mas só de férias!

A Mel e o Martim estão a adaptar-se bem ao nosso país?
A Mel tem seis anos e o Martim tem dois e meio. Eles estão a adaptar-se lindamente e muito rapidamente. Amam a escola, a nossa casa, a nossa vida. E ter os meus pais por perto é bom demais.

Consegue já encontrar semelhanças e/ou diferenças nos temperamentos das duas crianças?
Eles são completamente diferentes desde que nasceram. Costumo brincar que a Mel é um furacão, é aquela criança que, por onde passa, não deixa ninguém indiferente, ela é muito forte e independente, tem imensa energia, adora novidades e é muito aventureira. Toda a gente a adora e está sempre rodeada de amigos. O Martim foi, sempre, muito mais calmo e entretém-se muito bem sozinho, adora a irmã, é muito carinhoso e é raríssimo fazer birras. É o meu bebezão, ainda, e adora um colo. 

Qual deles é mais parecido com a mãe?
Essa pergunta é engraçada, nunca pensei nisso, mas, sem dúvida, a Mel tem um feitio muito parecido com o meu.

Como é a Mafalda, enquanto mãe?
Eu costumo brincar que, desde há seis anos, sou apenas mãe, mas é um pouco verdade. Adoro ser mãe. É, sem dúvida, o meu melhor papel. Sou uma mãe muito presente e um pouquinho diferente do convencional, em algumas opções que tenho tomado.

Apesar da separação dos pais, a figura paterna continua presente na vida de ambos?
O meu ex-marido tenta ser o mais presente que pode, liga todos os dias por Skype. Claro que, fisicamente, não é tão fácil, por termos um oceano e dez horas de voo a separar-nos. 

Voltar para Portugal foi a decisão mais acertada?
Sem duvida nenhuma! Sinto que estou na melhor fase da minha vida! Estou mesmo muito feliz. Acho que temos, sempre, que ir atrás dos nossos sonhos e daquilo que nos faz felizes.

Está nos seus planos voltar a investir na carreira de atriz no nosso país?
Claro que quero voltar a trabalhar. Amo ser atriz e sinto imensas saudades de trabalhar em televisão. Já tenho um projeto de teatro para 2021/2. Sinceramente, aprendi muito nos anos em que estudei e trabalhei no Brasil, estou ansiosa por voltar!

Sente saudades da representação?
Muitas!!! No Brasil, fiz alguns projetos, fiz o filme "O meu Passado me Condena 2", com o Fábio Porchat, fiz a série "Sem Volta", fiz duas peças de teatro e participei em alguns episódios do "Porta dos Fundos", mas tenho muitas saudades de trabalhar, aqui, em Portugal, dos colegas, das equipas e de abraçar um novo desafio.  

Com o regresso a Portugal, as pessoas reconhecem-na e abordam-na na rua, especialmente, pelo papel na série “Morangos com Açúcar”?
Hoje, as pessoas abordam-nos mais nas redes sociais. As pessoas sempre foram bastante contidas comigo, na rua.

A série foi exibida há mais de 15 anos. Que memórias guarda dessa altura? Ficaram amizades?
Guardo as melhores memórias, era muito divertido o nosso grupo, aprendi e cresci imenso. Claro que sim, tinha colegas incríveis.

Recentemente, lançou um novo projeto: um podcast sobre a maternidade. Era um desejo antigo? Qual tem sido o feedback?
Sim, o podcast "Oh Mãe!!!", no Spotify. Desde que fui mãe da Mel que tinha vontade de falar sobre a maternidade e sobre o quanto a minha vida mudou, mas, na altura, não me sentia preparada, por ser mãe de primeira viagem e há muito pouco tempo. Hoje em dia, depois de tantas mudanças na minha vida e de ser mãe de dois, a full time, achei que fazia muito sentido partilhar a minha experiência, sem filtros, as minhas descobertas, as minhas opiniões, que, às vezes, nem são as mais consensuais, mas têm a sua razão de ser. Tenho a certeza de que todas as mães fazem o melhor que podem, mas nem sempre é fácil, existe muita culpa materna, muita falta de tempo e muito pouco apoio para as mães. A minha ideia é que o podcast possa ser um espaço de partilha e ajuda, uma espécie de rede de apoio virtual. O feedback tem sido maravilhoso e esta é apenas a primeira temporada do podcast, depois, podem contar com mais novidades.

Como está o seu coração? Continua a acreditar no amor?
Acho que, hoje, mais do que nunca! Uma relação que não deu certo não significa que nós falhámos, significa que ela durou o tempo que tinha que durar e, no meu caso, fui muito feliz no meu casamento e tenho dois filhos lindos, que são a coisa mais importante da minha vida. Acredito que a vida só faz sentido quando há muito amor e eu adoro apaixonar-me por mim, pela vida e por pessoas especiais.

Não posso deixar de lhe perguntar, também, que cuidados tem com a alimentação, atualmente?
Eu bebo muita água, muita água de coco (um vício que ganhei no Brasil), como muita, muita fruta, sopa, saladas. Adoro cozinhar coisas rápidas e práticas e o meu tipo de comida favorito, hoje em dia, é vegetariana. Deixei de comer carne, há três anos, e não sinto falta nenhuma. Tenho alturas em que como mais chocolate do que deveria, mas é o único doce de que realmente gosto. Basicamente, como de acordo com a minha fome. Em casa, só costumo ter coisas boas.

Que tipo de exercícios pratica?
Treino, no ginásio, com o meu PT, Daniel Santos, duas a três vezes, por semana, e amo!!! Sozinha é para esquecer, facilmente me desanimo. É engraçado que fiquei cinco anos sem treinar e não sentia falta, mas, agora, treino há um ano e sinto falta quando perco um dos treinos da semana, o nosso corpo adapta-se, totalmente, àquilo que fazemos com ele.

Qual a sua rotina de beleza diária?
Eu sou um bocadinho preguiçosa em relação a cremes, mas lavo bem o rosto, uso um gel hidratante e um protetor solar, sempre, e, à noite, limpo o rosto com água micelar. A maioria dos dias, tento não usar maquilhagem.

Já fez algum procedimento estético?
Já coloquei botox, nas rugas de expressão da testa, que tenho desde muito cedo.