EXCLUSIVO

Fanny Rodrigues: "Acho que posso vir a chocar mais com o Pedro Crispim"

Fanny Rodrigues na SELFIE
Fanny Rodrigues aposta em novo visual: "Estava a precisar de mudar algo"
Fanny Rodrigues: "Nunca me senti tão completa, nunca me senti tão viva"
Após perder 35 quilos, Fanny Rodrigues mostra-se em lingerie
Fanny Rodrigues publica vídeo inédito

A SELFIE conversou, em exclusivo, com Fanny, que integra o painel de comentadores desta edição do "Big Brother".

Como foi receber o convite para ser comentadora do "Extra" do "Big Brother"? Nervosa?
Receber o convite, para mim, foi super gratificante. Fiquei super contente e feliz, sinceramente, nem queria acreditar! Estou super nervosa, aliás, estou sempre. Sempre que abraço um novo projeto, fico com os mesmos receios. Medo de não estar à altura, medo de falhar...

Como lidou com as reações menos boas à notícia?
É claro que não se pode, nem se consegue, agradar a toda a gente. Também seria... uma verdadeira seca. 
O lado desafiante deste lado da exposição que temos é isso mesmo: conseguir vários tipos de reação e emoção! Não quero que toda a gente goste de mim, nem quero que toda a gente me ouça. Quero que respeitem. Não gostam?! Não vejam. Eu quando não gosto de uma pessoa, não sigo, nem comento. Quando não gosto de um programa, não vejo. Mudo de canal.

E em relação à "rainha dos reality shows" em Portugal? Expectante?
O regresso da Teresa Guilherme encheu-me de alegria. Porque merece. Porque sabe. Porque é única! Não tiro o mérito a quem, também, já fez o programa, mas, de facto, a Teresa é sinónimo de reality shows. Estou muito expectante, porque sei que vai ser incrível. Vai ser surpreende e vai gerar muitas emoções, como se fosse um carrossel!

Já conhece o restante painel de comentadores? Como acha que vai ser recebida?
Falando do painel de comentadores, conheço-os do que via na televisão. Nem sempre estive de acordo com as opiniões deles. Mas faz parte! De todos, só nunca estive nem me cruzei com o Pedro Crispim. Vou ter, agora, essa oportunidade. Acho que vou ser bem recebida, se bem que me assusta entrar num barco que já vai a meio caminho. Mas já trabalhei com alguns, conheço membros da produção e sei que me vou sentir bem!

Olhando para o painel, que tipo de comentadora vai ser?
Acho que vou ser, aliás, já sou, uma comentadora polémica! Porque, para muitos, às vezes, é branco, e, para mim, é preto. O bom da vida é que podemos, todos, ver as mesmas imagens, mas cada um conseguir ter a sua interpretação. Tenho o coração perto da boca e uma língua sem filtros [risos]. O que sentir no momento é o que sai!

Com qual dos comentadores acha que vai chocar mais? E com qual se identifica mais?
Acho que posso vir a chocar mais com o Pedro Crispim... eu posso chocar, e vou chocar, com quem não tiver a mesma opinião que eu. Vou respeitar, claro, mas temos de debater assuntos! É isso que vamos fazer.

É um papel de muita exposição, está preparada para as críticas?
É um papel com muita exposição, mas mais exposição do que estar num programa, lá dentro, não é! Já fui atirada aos tubarões, já fui "apedrejada", por isso, nada me vai surpreender, nem tirar o sono de beleza. São opiniões e todos têm direito a elas. E todos temos telhados de vidro, também.

Sente que, passados tantos anos, o canal continua a ter um carinho especial por si?
Tudo acontece no momento certo! Foi uma das frases que o meu João me disse quando recebi o telefonema, e acredito bem que sim. É porque tinha de ser, agora! Na era da revolução! A TVI, as gentes da TVI, sempre foram incríveis comigo. Sempre recebi carinho, mas melhor do que o carinho é o respeito! E isso, sempre senti. Desde 2011. O ano, em que esta casa me deu a conhecer. Este convite é quase inacreditável. É reconhecimento, respeito e carinho. Porque passaram nove anos e ainda continuo aqui. Ainda me querem. Ainda gostam de mim! Fazer parte dos planos do canal é o meu desejo desde que ganhei este "bichinho" televisivo. Apesar de não ter curso nem formação... tenho o mais importante: causo, para o bem e para o mal, reações. Sejam elas boas ou más. E numa era em que tudo está a mudar na TVI, nos programas, nas pessoas, saber que se lembram de mim é só incrível. A sorte dá trabalho. Muito trabalho. E como já dizia o outro: 'Dorme para sonhar e trabalha para concretizar!' É isso que tenho feito, sonhado e, aos poucos, ir realizando! Tenho tempo para tudo, para todos os projectos. Tenho tempo, nem que seja para aprender a editar! Tenho tempo para ver como se faz. Tenho tempo para errar e voltar a fazer melhor!!! Gosto mesmo da "caixinha mágica" e acho, sinceramente, que tenho jeito. Mais não seja para "vender o meu peixe"!

Como reagiu a sua família?
A minha família reagiu bem, reage sempre bem e, acima de tudo, respeita e apoia todas as minhas decisões.  Os conselhos é sempre o mesmo desde 2011: "Sê tu mesma, mas com tento na língua [risos]. A partir do momento em que deixares de ser tu, não faz sentido continuares!" - E é esse o meu lema. A partir do dia em que me quiserem mudar/moldar, não faz mais sentido para mim.

E o namorado, está orgulhoso? Vai ser o maior apoio nestes meses?
O João está super orgulhoso, está, sempre, e apoia-me incondicionalmente. Em tudo. É o meu apoio desde o dia em que fazemos parte da vida um do outro. É o meu fiel companheiro! Não me deixa ficar mal, nunca!

Sente que o período de confinamento, a fortaleceu enquanto pessoa e à vossa relação?
O período de confinamento, a nível pessoal, não nos mudou ou fortaleceu... sabes porquê?! Porque, no nosso dia a dia, já estamos sempre juntos, sempre só nós! Somos muito caseiros! Muito "ninho"!

Como o programa vai ser a noite, como vai ser a gestão familiar por causa do Diego? Vai deixá-lo ver a mãe na televisão?
A gestão vai ser difícil, mas quando se faz o que se gosta, tudo é possível! E, aí, o João, vai ser crucial! Acho que o Diego não vai ver, porque, normalmente já dorme [risos], mas se, por ventura, estiver acordado, pode ver, sim, não vejo mal nenhum! Apesar de ser eu que estou ali, também sou muito mais do que aquilo na vida privada e o meu filho sabe e conhece-me!

Já há planos para casamento ou mais bebés?
[Risos] Já quis casar! Agora não. Já estamos juntos e moramos juntos desde 2014! Sinto-me casada e bem casada. Não é uma festa ou uma ida à igreja que vai mudar o que sentimos um pelo outro. Quanto a filhos, para já, não, mas, se acontecer, cria-se! O meu jardim está bonito e bem só com uma flor.

E este verão, conseguiram desfrutar de uns dias de férias em família?
Férias... ai, o que eu gostava de ter férias! De ter uma semana, sem preocupações... Mas não, não tenho! 
Mas também te digo, para o ano, vou ter. E hei-de ter essa sensação de acordar e não fazer nada e estar cansada por não ter feito nada [risos]. A minha vida resume-se à minha loja, aos meus clientes, ao meu filho, ao meu "namorido" e futebol! Sou muito feliz assim!