Entrevistas

Dois anos após vencer o "Cabelo Pantene - O Sonho", Bruna Guedelha afirma: "Agora, sou modelo a tempo inteiro e faço o que amo todos os dias"

Conteúdo Patrocinado

Bruna Guedelha, vencedora da segunda edição do programa "Cabelo Pantene - O Sonho", falou com a SELFIE sobre o impacto que o concurso teve na sua vida e deixou algumas dicas para os próximos candidatos.

As inscrições para a quarta edição de "Cabelo Pantene - O Sonho", o concurso que procura o cabelo com mais personalidade de Portugal, já começaram e decorrem até ao próximo dia 6 de março, no site oficial.

À SELFIE, Bruna Guedelha, vencedora da segunda edição do programa "Cabelo Pantene - O Sonho", partilhou como o concurso melhorou a sua autoestima e aproveitou para dar alguns conselhos aos futuros candidatos.

Já foi há dois anos que venceu o programa "Cabelo Pantene – O Sonho". O que mudou, desde então
Mudou, principalmente a nível profissional. Ganhar o programa permitiu-me ter muito mais oportunidades de trabalho, conhecer mais pessoas da minha área, como, também, mudou a minha vida pessoal, em vários aspetos.

Qual era o seu objetivo, quando se inscreveu?
Na verdade, fui sem expetativas, mas claro que ambicionava ganhar ou chegar o mais longe possível, no programa. O objetivo principal foi sempre ficar a conhecer mais o mundo da televisão e da moda e ter uma experiência diferente.

A participação neste programa melhorou, de alguma forma, a sua autoestima?
Sim, definitivamente. Ajudou-me muito a ter mais confiança em mim mesma e a acreditar no meu trabalho 

De que forma é que o seu percurso na moda foi impulsionado por este concurso? 
A visibilidade que o programa me deu impulsionou a minha carreira, porque comecei a ter mais trabalhos e, agora, sou modelo a tempo inteiro e faço o que amo todos os dias, graças a isso 

Quais são as modelos - nacionais e internacionais - que mais a inspiram?
Nas modelos de alcance internacional, sou inspirada por Zendaya, Sara Sampaio, Lori Harvey. Já num âmbito nacional, as minhas referências são Ana Sofia Martins, Maria Rodrigues e Maria Miguel.

Qual foi o trabalho mais recente que fez?
A campanha Running Mundial, da H&M 

No mundo da moda, sente que lhe é colocado um rótulo? 
Acho que não! Sinto que estamos a evoluir muito nesse sentido, no mundo da moda, e nunca deixei de ter trabalho ou oportunidade, devido a um rótulo ou a uma característica.

É verdade que, antes, queria estudar arquitetura? Como é que surgiu a paixão pela moda?
Sim, é! Quando acabei o secundário, queria estudar arquitetura e seguir isso como profissão, mas a vida deu algumas voltas e acabei por pôr essa opção de lado. A moda surgiu, há pouco tempo, vim viver para Lisboa, há quatro anos, e, na altura, fui convidada por uma amiga para fotografar e acabei por perceber, aí, que gostava de estar em frente de uma câmara. 

Tem contado sempre com o apoio da família, no seu percurso pela moda?
Sim, sempre, desde o primeiro dia.

Com tanta agitação em termos profissionais, há espaço para o amor? Como está o seu coração?
Para o amor, há sempre espaço [risos] e de todas as formas. E o meu coração está bem, está realizado! Tenho muita sorte em quem me rodeia todos os dias!

Além de ser modelo, também foi atleta. São duas áreas aparentemente distintas, mas consegue encontrar pontos em comum?
Sim, consigo. Ambas as áreas exigem concentração, disciplina, foco e competição - saudável e comigo mesma.

Anunciou, há cerca de um ano, que deixou o atletismo. Por que motivo?
Não estava a ser possível conciliar a vida profissional com a minha vida de atleta 

Mantém o sonho de ser atriz? Tem apostado na formação e há algum projeto em vista?
Sim, mantenho. Fiz várias formações, até agora, e já alguns castings importantes! De momento, nenhum projeto em vista, mas quem sabe em breve? 

Quais são os principais conselhos para que as nossas leitoras tenham um cabelo bonito, forte e saudável?
Para além de usarem os produtos adequados para o seu cabelo, é muito importante ter uma boa alimentação, beber muita água, evitar calor no cabelo, dormir com uma trança, por exemplo, para o cabelo não criar nós durante a noite 

Quais são aqueles produtos que, na sua opinião, são indispensáveis?
Uma Máscara Caracóis Definidos e Óleo Pro-V de coco, da Pantene.

Já lhe passou pela cabeça fazer uma mudança radical no cabelo?
Sim! [risos] Adorava rapar o cabelo, um dia, e cometer uma loucura assim! Um dia, quando for mais velha, talvez. 

E qual foi o pior erro que já cometeu com o seu cabelo?
Pegar numa tesoura de costura e fazer franja!

Pretende acompanhar a nova edição do "Cabelo Pantene - O Sonho"?
Claro que sim! Estou super ansiosa para ver os novos concorrentes e viver, de novo, um bocadinho daquilo que experienciei, quando fui eu a concorrer 

Na sua opinião, o que deve ter uma Embaixadora Pantene?
Confiança em si mesma; boa comunicação e atitude e garra.

Nesta fase de inscrições para a nova edição, tem recebido mensagens de possíveis candidatos a pedirem conselhos? E que conselhos é que lhes transmite?
Tenho recebido algumas, sim, e o que tenho aconselhado mais é a serem eles mesmos, genuínos e sem medo de enfrentarem as provas, para darem o melhor deles e, acima de tudo, divertirem-se muito.

 

Relacionados