urlvisit
EXCLUSIVO

Ana Arrebentinha estreia-se no "Somos Portugal": O meu primeiro programa será dedicado ao meu pai"

Ana Arrebentinha na SELFIE
SELFIE SEM FILTROS convida Ana Arrebentinha

A humorista Ana Arrebentinha é a mais recente cara do programa "Somos Portugal", e, em entrevista à SELFIE, contou como reagiu ao convite, "completamente irrecusável", da TVI.

Como surgiu o convite para ser apresentadora do "Somos Portugal"?
Pode parecer uma anedota, mas não é! Estava a dormir, quando me ligaram. Tinha feito o "Extra", do "Big Brother" e estava a descansar, com o telemóvel no silêncio, e acordei, agarrei no telemóvel e vi que tinha muitas chamadas. Liguei e disseram-me: "Tens dez minutos para entrar na reunião por Zoom com o João Patrício e a Cristina Ferreira." Como devem calcular, em dez minutos, limpei as ramelas, meti uma base e lá fui eu! Ninguém sabia de ninguém e isso é interessante e dá uma adrenalina brutal, acho que trouxeram a magia da televisão de volta, o segredo e a magia é televisão!

Estava à espera deste convite?
Levo a vida com objetivos, estava e estou completamente focada no "Big Brother". Entrego-me a cada projeto, de corpo e alma. Vou construindo o meu caminho e o que espero sempre é ser feliz a cada desafio.

Alguma coisa que possa contar sobre a conversa?
Então, é assim... Não posso contar... [risos] Obviamente que o objetivo da TVI, neste momento, é chegar, cada vez mais, à casa dos portugueses e das portuguesas, de norte a sul e ilhas, com alegria e profissionalismo,  amor e dedicação ao que fazemos. Foi esta a principal mensagem, estamos todos juntos e com a mesma energia para fazer mais e melhor.

Já tinha participado algumas vezes no "Somos Portugal", mas alguma vez imaginou fazer parte do programa?
O "Somos [Portugal]" é Portugal, o "Somos Portugal" é vida e eu gosto de trabalhar com vida, fui sempre muito bem recebida por toda a equipa, mas sempre senti que seria um programa que ia gostar de fazer.

Foi um convite irrecusável?
Completamente irrecusável.

Por que acha que foi a eleita?
Acho que tem a ver com o caminho que construí e com aquilo que trago dentro de mim, que é o amor ao meu Alentejo, a diversão e a missão de fazer rir quem me vê. E precisamos muito de rir, agora, mais do que nunca, e esta vai ser a minha missão no "Somos Portugal", em conjunto com todos os meus colegas, que são maravilhosos e maravilhosas.

Como vai ser trabalhar com este painel de apresentadores?
Tenho a certeza de que vai ser maravilhoso, temos a energia certa, o mesmo objetivo, a mesma dedicação e o mesmo foco, e, quando isto existe, temos tudo para fazer mais e melhor e ganhar. E é preciso referir que os apresentadores com A maiúsculo são a Mónica Jardim e o Santiago Lagoá.

Para a Ana, será a estreia como apresentadora. Está nervosa?
Estou nervosa, porque o "Somos Portugal" é um programa muito sério, que tem objetivos sérios, mas é um nervosismo bom e alegre. Estou ali a iniciar-me como apresentadora, mas estou ali, principalmente, como humorista.

A comédia vai estar sempre presente?
Sempre, esta é a minha missão principal no "Somos Portugal".

O que vai trazer de novo ao formato?
Não posso revelar, têm que esperar para ver.

O que mais a atrai no programa?
Tudo, a música, a comida, os aromas a Portugal, a festa. É aquele programa que nunca falha e nunca engana.

Quem foi a primeira pessoa a quem contou?
Foi à minha mãe.

Se fosse vivo, o que lhe diria o seu pai?
Tenho a certeza de que ia ficar muito feliz e muito orgulhoso. O meu primeiro programa será dedicado ao meu pai.

Por agora, vai continuar, também, no "Big Brother"?
Vou continuar o projeto até ao fim.

Quem gostava que ganhasse e porquê?
Não posso dizer. [risos]

O que este formato lhe trouxe?
Este formato é muito completo, dá um poder de observação e de argumentação incrível.

Foi bom regressar à TVI?
Muito! A TVI é a minha casa e regressar a casa sabe sempre bem.