urlvisit
EXCLUSIVO

Diogo Reffóios Cunha fala sobre Saúde Mental e assume: "Gosto de viver fora da caixa!"

Desde a entrada no "Big Brother", Diogo Reffóios Cunha sempre teve como objetivo chamar a atenção para as questões relacionadas com a Saúde Mental.

Diogo Reffóios Cunha diz que a passagem pelo "Big Brother" lhe trouxe uma visibilidade e uma influência que lhe permitem, agora, fazer outras coisas. "Aquilo é a tua personalidade com esteróides", afirma o ex-concorrente, explicando: "Desde que saí, tenho a minha vida, tal e qual como no passado, [...] mas, agora, com melhores condições."

O redator publicitário não tem dúvidas: "O 'Big Brother' não veio mudar nada aquilo que eu já era. Amplificou o que eu já era, apenas."

Sobre as questões relacionadas com a Saúde Mental, Diogo Reffóios Cunha sublinhou: "Durante a pandemia, muita gente vivenciou crises de ansiedade ou ataques de pânico e passou a estar mais consciente em relação a isso. Vivenciou emoções que, até agora, estavam escondidas e passou a perceber que a linha é muito ténue."

Portanto, em seu entender, "o tema Saúde Mental é um tema quente na sociedade atual. E ainda bem que o é! Porque se a saúde física é um tema em voga, hoje em dia, por que não falar e dar-se, também, atenção às questões relacionadas com a Saúde Mental".

No futuro, Diogo Reffóios Cunha gostava de continuar a ser lembrado pelo contributo que deu para esta discussão e que o acesso à Saúde Mental esteja disponível no Serviço Nacional de Saúde.

"No meu caso específico, há dez anos, experienciei o meu primeiro ataque de pânico, o que me fez procurar a ajuda de um psicólogo, que, hoje em dia, é meu sócio no Psicologo.pt. Queremos que não aconteça o que me aconteceu: não conseguir encontrar a ajuda especializada e ideal para o meu caso. Se não houver empatia entre paciente e psicólogo, a terapia não terá uma taxa de sucesso tão elevada", avaliou Diogo Reffóios Cunha, que recordou que o tema Saúde Mental começou a ser abordado na altura da morte do ator Pedro Lima.

"Na gala dessa semana, o tema quente foi Saúde Mental. Nós não tínhamos noção do que se passava cá fora - só soubemos muito mais tarde da morte do ator e só soube as circunstâncias após a saída da casa -, mas acabei por ser chamado a falar sobre o tema nessa gala. Espero que, futuramente, haja mais 'Diogos' a falar sobre este tema, nos programas de televisão", defendeu o redator publicitário, que acredita que o debate ajudou a "desmistificar algumas coisas".

Com a pandemia, "as pessoas passaram a conhecer-se mais e a valorizar-se mais", avaliou o ex-concorrente do "Big Brother". "Se nós tivermos consciência da nossa saúde mental e daquilo que nós somos, seremos melhores com quem nos rodeia. Finalmente, a sociedade está a evoluir", rematou Diogo Reffóios Cunha, antes de sublinhar: "Eu gosto de viver fora da caixa, de viver mesmo, não só pensar fora da caixa!".