Nacional

Miguel Oliveira consegue "vitória incrível", após "montanha-russa" de emoções

O português Miguel Oliveira considerou "incrível" a vitória no Grande Prémio da Indonésia de MotoGP, após uma "montanha-russa de emoções", dedicando o triunfo à filha recém-nascida e a um funcionário do hotel em que ficou hospedado.

Com Lusa

Na segunda prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, com o início atrasado em uma hora e 15 minutos e encurtada de 27 para 20 voltas, Miguel Oliveira somou o seu quarto triunfo em MotoGP, ao deixar o francês Fábio Quartararo (Yamaha), atual campeão do mundo, na segunda posição e, o também gaulês, Johann Zarco (Ducati) em terceiro.

"Emocionalmente, foi uma montanha-russa. O início foi perfeito, mas, à chuva, é sempre difícil saber quais os limites. Segui o Jack [Miller], nas primeiras voltas, mas, quando percebi que estava mais rápido, passei para a frente. A partir daí, tentei focar-me em dar o máximo, nas cinco voltas seguintes. Depois, tentei gerir a vantagem", explicou o piloto natural de Almada, nas entrevistas rápidas antes de subir ao pódio.

Miguel Oliveira, que arrancou do sétimo lugar da grelha de partida, revelou, ainda, que "os últimos dois meses não foram fáceis", pelo que "regressar com esta vitória incrível é muito emotivo".

"Tinha prometido à minha filha regressar da Indonésia com um troféu e aqui está", disse o piloto português, que dedicou, ainda, o triunfo a um dos funcionários do hotel em que está hospedado na Indonésia.

"Apoiou-me durante todo o fim de semana e tinha-lhe prometido que, se subisse ao pódio, lho dedicava", concluiu Miguel Oliveira.

Com este resultado, o piloto português sobe ao quarto lugar do Mundial, apesar de não ter somado pontos na primeira corrida da época, há duas semanas, no Qatar.

Miguel Oliveira tem, agora, 25 pontos, menos cinco do que o líder, o italiano Enea Bastianini (Ducati).

A próxima etapa do Mundial de MotoGP está marcada para 3 de abril, com o Grande Prémio da Argentina, em Termas de Rio Hondo.

Relacionados