Rita Ferro Rodrigues elogia "coragem" de Ângelo Rodrigues e revela: "A nossa amizade foi sempre difícil"

Ângelo Rodrigues na SELFIE
Após 8.ª cirurgia à perna, Ângelo Rodrigues tem alta
Ângelo Rodrigues já passeia sem muletas
Ângelo Rodrigues partilha vídeo nas redes sociais
Rita Ferro Rodrigues na SELFIE

Depois da estreia emocionante do documentário "Ângelo Rodrigues - Toda a História", Rita Ferro Rodrigues elogiou o ator pela "coragem" e falou da amizade que os une.

Daniel Oliveira, Diretor Geral de Entretenimento e Programas da SIC, desafiou Ângelo Rodrigues, numa grande entrevista, a responder a todas as perguntas que os portugueses aguardavam ver respondidas, depois de o ator ter estado em risco de vida. Rita Ferro Rodrigues foi uma das figuras nacionais a assistir ao momento televisivo, transmitido no passado domingo, dia 13, e não se mostrou indiferente.

"O que o Ângelo fez, hoje, é muito difícil. É muito duro expor-se desta forma, mantendo a sua dignidade e intimidade absolutamente preservadas. Qualquer pessoa que o conheça, minimamente, sabe que teve de pesar muita coisa, teve de conceder. Mas concedeu para ser um exemplo maior - muito para além, como ele próprio afirmou, 'da dimensão e magnitude do erro que cometeu'. Todos travamos lutas terríveis. Todos cometemos erros. Andamos a deambular felicidade, tantas vezes cheios de dores, a disfarçar sofrimento e fragilidades, em prol de uma ideia de sucesso que nos faz tão mal. Tão mal. E há quem não sobreviva a esse cilindro - e 2020 foi particularmente cruel na confirmação da ilusão mortal que andamos a construir - andamos todas e todos a construir essa realidade paralela de sucesso, tão venenosa", começou por escrever Rita Ferro Rodrigues, nas redes sociais.

"Desenganem-se, ninguém está a salvo. Uns sobrevivem, outros não. E há quem, para sobreviver, se afaste, escolha outros caminhos, opte por ser, sempre, a gazela (citando o Ângelo), mas em liberdade, na sua fuga permanente", acrescentou.

Mais à frente, a apresentadora deixou uma confissão: "O Ângelo não vai levar a mal o que vou dizer - ele sabe que é verdade - a nossa relação de amizade foi sempre difícil e tensa. É o que é. Provavelmente, será sempre assim, e não faz mal. Há um momento na história que nos ligará para sempre e ficará, para sempre, entre nós - foi um momento de lucidez de amor - e só isso importa e fica. Porque só isso, de facto, importa e fica."

"O que o Ângelo fez, hoje, foi importante para ele, mas, sobretudo, para as dores de muitos. O que andamos a fazer? Como queremos viver? Queremos, ou não, enfrentar os nossos traumas e medos? Queremos, ou não, tratar das nossas feridas?", continuou.

No fim, Rita Ferro Rodrigues deixa uma mensagem ao colega, sem esquecer a estação responsável pela condução da entrevista: "Ao Ângelo, só desejo que corra muito, corra o mundo inteiro, como anseia e merece. Que se comova, que se entregue a sentir, que corra por um futuro que ainda mal começou e que será, de certeza, agora, - não tenho dúvidas - mais verdadeiro e feliz. Uma palavra também para a SIC, que fez este doc reality com muita sensibilidade e cuidado. Nos dias que correm, o respeito desse dever deontológico é de celebrar."

Recorde-se que Ângelo Rodrigues deu entrada nas urgências em agosto de 2019, para ser internado, devido a uma grave infeção, tendo sido submetido a várias cirurgias à perna esquerda, afetada por uma septicemia. O ator esteve em coma e correu risco de vida, tendo tido uma longa recuperação pela frente.