urlvisit

Joana Pais de Brito recorda o pior dia da vida da atriz: "Não pude ir ao funeral"

A sátira de Joana Pais de Brito a Maria Cerqueira Gomes
Joana Pais de Brito: «Compreendo que me metam na prateleira do humor»
Joana Pais de Brito e «A peça que dá para o torto»
Joana Pais de Brito fala da sátira a Maria Cerqueira Gomes

A atriz Joana Pais de Brito recordou vários episódios relevantes da vida pessoal e profissional, inclusive aquele que considera ter sido o seu "pior dia na vida".

Numa entrevista intimista, Joana Pais de Brito recordou alguns dos momentos mais importantes da vida pessoal, incluindo os dois anos em que a atriz, de 37 anos, foi terapeuta ocupacional, na área da saúde mental. Entretanto, Joana Pais de Brito decidiu abandonar esta profissão e foi estudar representação para Nova Iorque, enquanto trabalhava como babysitter.

E foi nos Estados Unidos da América que a artista viveu aquele que considera ser o seu "o pior dia na vida": Joana Pais de Brito recebeu, por telefone, a notícia de que um dos avôs tinha morrido. "Não pude ir ao funeral. Foi difícil, para mim", recordou a atriz, na entrevista dada a Daniel Oliveira.

Na altura, Joana Pais de Brito tentou tranquilizar-se, porque se tinha despedido desse familiar, antes de deixar o país: "Disse que me ia embora e que não ia voltar por algum tempo. Por isso, pacifiquei-me dessa forma. Mas custou-me. Custou-me, porque já fui para lá a pensar: 'Espero que não aconteça, porque, se acontecer, não poderei estar presente.' Mas, depois, aconteceu."