urlvisit

Ana Rita Clara faz apelo: "A insensibilidade aos números não pode existir"

Ana Rita Clara na SELFIE
Em biquíni, Ana Rita Clara dá o primeiro mergulho do ano: "Sexy!"
Ana Rita Clara e Hugo Madeira separados

Preocupada com o elevado número de infetados e de óbitos por Covid-19, Ana Rita Clara recorreu às redes sociais para apelar ao cumprimento das medidas de confinamento.

A apresentadora fez uma breve reflexão sobre os tempos difíceis que atravessamos, lamentando que haja quem não se sensibilize face ao crescente número de infetados e mortos: "De arrepiar quando vemos os números da pandemia no nosso país. De arrepiar como tantos, inconscientemente, não têm as devidas atitudes, para que possamos ultrapassar estes dias."

"É tempo de unirmos forças, de estarmos em casa, de nos sentirmos em casa. E, dentro de nós, crescermos como humanos para olharmos o outro como nosso. Nunca, como agora, tivemos tanto conhecimento da doença, e nunca, como agora, se mantêm estranhos comportamentos. A insensibilidade aos números não pode existir", acrescentou.

"Não podemos criar essa dureza, nem baixar os braços. Apela-se à sensibilidade, ao isolamento, ao confinamento, à serenidade. À família, ao amor e à noção clara de que 'a nossa família é o mundo'", concluiu.

Note-se que, desde que foi decretado o confinamento obrigatório, muitos são os portugueses que não têm cumprido as medidas. Além de Ana Rita Clara, várias são as figuras públicas que se têm insurgido sobre o tema, tais como Nuno Markl, Rita Ferro RodriguesAna Garcia MartinsJoana Teles, Jorge Gabriel, entre outras.