urlvisit

Diogo Piçarra mostra-se indignado: "Mais um mês de incertezas e sem garantias"

Diogo Piçarra na SELFIE
Mulher de Diogo Piçarra relata burla e deixa aviso: "Ela é uma criminosa"
Diogo Piçarra canta para a filha e "derrete" a Internet
Filha de Diogo Piçarra ajuda a montar a árvore de Natal da família

Foi nas redes sociais que Diogo Piçarra se manifestou sobre o novo confinamento para prevenir o contágio da Covid-19, lamentando as medidas para o setor da Cultura.

"Mais uma travessia no deserto, mais um mês de incertezas e sem garantias. Mais um completo abandono desta classe gigantesca e que tanto contribui financeira e emocionalmente. E na crista da onda é o silêncio, a falta de debate, discussão e sensibilidade por parte do Ministério que nos representa", começou por escrever o cantor, lembrando o encerramento dos estabelecimentos culturais.

"Falo em nome de todos e não peço mais do que outras áreas, porque todas são importantes, cada uma à sua maneira. Mas pedimos as mesmas exceções possíveis e executáveis, como acontece para a restauração e para o comércio", acrescentou.

"Como o regime de takeaway e alguns estabelecimentos autorizados. Nem que seja 5% de abertura, já é uma luz ao fundo deste túnel infinito para muitos que vivem na escuridão", terminou.

Recorde-se que, além de Diogo Piçarra, outras figuras públicas se manifestaram sobre o assunto, lamentando as medidas para o setor da Cultura, nomeadamente, Rita Ferro Rodrigues, Rui Maria Pêgo e Jorge Corrula.