urlvisit

De luto pela morte do pai, Miguel Thiré presta homenagem: "Tenho uma saudade que corrói o meu peito"

O ator e galardoado produtor Cecil Thiré, pai de Miguel Thiré, morreu, aos 77 anos. deixando o filho desolado e tantos outros de luto.

O ator brasileiro Miguel Thiré perdeu o pai, no passado dia 9. De acordo com a TVI24, o ator brasileiro sofria de Parkinson e, segundo familiares, morreu de causas naturais. Agora, o filho, Miguel Thiré, decidiu deixar uma homenagem ao progenitor, através das redes sociais.

"E ele se foi, ontem. Meu pai. Cecil Thiré, Cecíl Dirreis, seu Cecil, o grande ator, o premiado Diretor de Teatro, o careca da televisão, o amado e celebrado professor de interpretação da Cal", começou por escrever.

"[...] Não estou falando só de um pai, mas de um mestre, para muitos e para mim. Quantas aulas de interpretação tive, no final de minhas peças ou cenas de novela. E quantos elogios carinhosos e críticas construtivas. Sabia dizer o que eu tinha pensado em cena, e que, se tivesse posto o foco na contracena, como resultaria melhor. E fazia um bacalhau como ninguém. E cismava que iríamos fazer sushi de Truta, e nós fazíamos", acrescentou.

Mais à frente, Miguel Thiré lembrou a mudança para Lisboa e a distância da família, que se pautou por muitas saudades: "Teve difícil vê-lo nos últimos anos, e eu me mudei para longe, para Lisboa. Sobre isso conversámos, dissemos tudo que tínhamos pra dizer. Eu tenho uma saudade que corrói meu peito desse pai das fotos, que me ensinou a cavalgar e que disse 'Ouve as opiniões, mas pense sempre com sua cabeça' - Ou - 'Pai, posso subir naquele caminhão? (era alto), ao que ele respondia: 'Subir pode, só não pode é cair! Se você cair, vou ficar muito chateado'. E, pronto, lá estava um pai sabendo ensinar-me a cuidar de mim. Eu subi naquele caminhão e não caí, porque tomei um cuidado do c*****. Hoje, subo meus caminhões por aí. Acabei de estrear como diretor, numa experiência imersiva chamada 'Alice, o outro lado da historia'. E foi muito difícil fazer aquilo, e eu tive que cuidar muito para não cair desse caminhão gigante, e queria muito que ele tivesse visto o resultado."

"Acho que, a partir de hoje, ele vai ver. Mas de tudo, o que mais forte fica é o amor e união de seus quatro filhos que passaram, cada um da sua maneira, esses últimos anos dele a cuidar. Sou muito grato aos meus irmãos e sou mesmo muito grato ao meu pai. Que belo pai que tive", concluiu.

A acompanhar a publicação, Miguel Thiré partilhou alguns retratos de família, recordando momentos de infância com o pai.

Veja as imagens, na galeria de fotografias.