urlvisit

Sónia Tavares revolta-se com "massacre" de animais em montaria: "Não é desporto, é chacina"

A montaria na Azambuja que levou ao abate de mais de 500 animais está a indignar o país e várias são as figuras públicas que já se manifestaram nas redes sociais, como foi o caso de Sónia Tavares.

"Pra cima de filhos da p****. Massacre da Torre Bela - chacinados 540 animais, não incluindo os da boina, com muita pena minha. 17-12-2020 - 540 animais selvagens de médio porte não é controlo, não é desporto, é chacina", escreveu a cantora na página de Instagram, mostrando uma das imagens dos caçadores que, orgulhosamente, posaram junto dos cadáveres.

Nos comentários dessa mesma publicação, destacam-se as palavras de Rita Ferro Rodrigues: "É tão chocante que nem consigo encontrar palavras."

Recorde-se que a montaria realizou-se numa propriedade de caça turística, na Quinta da Torre Bela, e está a gerar uma onda de revolta, por parte de inúmeros portugueses, sem esquecer autarquias, partidos políticos e ambientalistas. A ação de caça desportiva decorreu pelas mãos de 16 caçadores, que partilharam imagens do abate de mais de 500 animais de médio e grande porte - nomeadamente, veados, gamos e javalis - na Internet, e vários são aqueles que chamam o momento de "massacre".