urlvisit

Rita Ferro Rodrigues: "Sinto-me no meio de um pesadelo que não acaba"

Rita Ferro Rodrigues na SELFIE
Rita Ferro Rodrigues já fez a árvore de Natal: "O Matias aguarda ansioso o momento em que vai atacar a árvore"
Rita Ferro Rodrigues: "Todos nós já falhámos em algum momento"
Rita Ferro Rodrigues com o marido, Ruben Vieira

Foi nas redes sociais que Rita Ferro Rodriges partilhou um desabafo sobre o confinamento e sobre como tem "protegido a saúde mental", durante estes dias difíceis.

"Como muitas pessoas, estou muito preocupada com a situação epidemiológica do país e, também, com a situação política. Sinto-me no meio de um pesadelo que não acaba. Estando a trabalhar de casa, com o privilégio de me conseguir proteger do vírus, tomei, também, a decisão de proteger a minha saúde mental... é que o que estamos a passar é muito violento. Partilho convosco algumas das minhas decisões, que já estou a praticar", começou por escrever, antes de publicar uma lista do que tem feito, diariamente.

"- Só vejo um noticiário por dia; - Renovei a playlist e estou a ouvir muita música nos intervalos do trabalho; - Encomendei livros (noutro post, vou partilhar), alguns literatura pura, outros técnicos/profissionais, que me permitam atualizar algumas áreas de conhecimento; - Faço meia hora de exercícios por dia, sozinha, ao meu ritmo, coisas muito simples (também posso partilhar, se vos interessar); - Meia hora de leitura com o meu filho mais novo (livros de leitura recomendada para o quinto ano); - Danço todos os dias, pelo menos, dez minutos; - Procuro formas de voluntariado ativo (online), em que sinta que posso ser útil fora do horário de trabalho; - Venho às redes para espalhar boa energia e boas mensagens e bloqueio qualquer tentativa de intrusão/agressão/invasão do meu mood de construção de paz; - Converso muito com os meus filhos, tentando ouvir mais e com mais atenção, mais focada e com menos distrações; - Sonho, projeto, planifico para, depois disto tudo. Escrevo os sonhos para os ler sempre que me sentir mais triste; - Procuro saber dos meus amigos e da minha família, sobretudo, os que estão mais sozinhos. Uma rotina de mimo por chamada ou mensagem; Falho, muitas vezes, muitas coisas, neste plano e tento lidar com isso. Falhar faz parte, mas estou a tentar", partilhou.

Note-se que, desde que foi decretado o confinamento obrigatório, muitas são a figuras públicas que se têm manifestado, nas redes sociais. Além de Rita Ferro Rodrigues, houve várias vozes criticas contra os que desrespeitam as medidas, tais como Ana Garcia Martins, Joana Teles, Jorge Gabriel, Nuno Markl, entre outras.