urlvisit

Emocionado, Bruno Savate afirma: "Parte de mim morreu com o meu gato"

Savate: «Preferia ter sido eu a falecer do que o meu gato»
Savate: «Parte de mim morreu com o meu gato»
Savate promete novidades em breve
Goucha para Savate: «Voltaria aos reality shows?»
"Big Brother": recorde as fotos mais românticas de Savate e Joana

Em conversa com Manuel Luís Goucha, Bruno Savate voltou a falar sobre a dor de ter perdido Rocky e de como mudou após a morte do gato.

Bruno Savate foi um dos convidados de Manuel Luís Goucha, no programa "Goucha", e, além de ter falado sobre o fim do namoro com Joana d'Albuquerque, Bruno Savate recordou aquele que considerou um dos momentos mais difíceis da sua vida: a morte do gato Rocky.

Emocionado, o ex-concorrente do "Big Brother - Duplo Impacto" recordou Rocky. "Ele era um irmão, era um pai, era a minha família... era tudo para mim", afirmou, lembrando os nove anos em que o animal de estimação foi a principal companhia do empresário.

Rocky morreu nos braços do dono, que viria a sofrer de depressão durante a fase de luto. "Foi uma fase difícil que estava a viver na minha vida", contou Bruno Savate, antes de garantir: "Cheguei a dizer muitas vezes que preferia ter sido eu a falecer do que o meu gato. Dava a vida pelo meu gato, sem dúvida nenhuma."

"Mudei única e exclusivamente porque o meu gato morreu. Não vou estar aqui a mentir, nem a ser falso", assegurou o finalista do "Big Brother - Duplo Impacto", explicando que foi a dolorosa perda que o transformou numa pessoa mais calma: "Parte de mim morreu com o meu gato."

Veja, agora, os vídeos com a conversa de Bruno Savate com Manuel Luís Goucha.