urlvisit
EXCLUSIVO

"Big Brother": o que tem Quintino Aires a dizer sobre o formato, os concorrentes e as apresentadoras?

Quintino Aires

A SELFIE conversou, em exclusivo, com Quintino Aires, que integra o painel de comentadores do "Big Brother - A Revolução".

Questionado sobre o que está achar da nova edição do "Big Brother", Quintino Aires não hesitou: "Muito boa. Depois de vinte anos, era preciso que novidades provocassem, nos concorrentes, a necessidade de fazerem 'novos trilhos' no percurso que ali desenvolvem. Só assim se podem mostrar, e não serem apenas cópias de concorrentes anteriores. E isso surgiu em grande força, logo na primeira gala."

Já sobre os concorrentes e o que acredita poder acontecer dentro da casa mais vigiada do país, Quintino Aires sublinhou: "Tudo pode acontecer, sempre. São mais maduros, o que nos permite observar coisas diferentes. E isso é bom."

O psicólogo também não poupou elogios a Maria Botelho Moniz, que conduz o "Extra" do "Big Brother": "Eu gosto muito do formato. Por isso, poder expressar a minha leitura sobre o que está a acontecer é muito agradável. E a Maria Botelho Moniz é uma excelente apresentadora e muito boa entrevistadora, o que nos ajuda muito a fazer o nosso trabalho. Em 22 anos de televisão, já trabalhei com apresentadores que me apetecia fugir dali, e com outros que trabalham de uma maneira que ajuda muito na nossa tarefa. A Maria pertence a este segundo grupo."

Quem, também, mereceu os elogios de Quintino Aires foi Teresa Guilherme: "Ela tem uma forma única de fazer este programa. Mais ninguém aguentava a entrevista ao [concorrente] André Filipe, como ela a conseguiu, na gala deste domingo."