urlvisit
EXCLUSIVO

Sílvia Rizzo: "Rir, nem que seja por um segundo, pode mudar-nos"

Sílvia Rizzo na SELFIE
Estreia de "Festa é Festa"
Apresentação da novela "Festa é Festa" à imprensa
As primeiras imagens da novela "Festa é Festa"
Apresentação da novela "Festa é Festa"

A SELFIE acompanhou as gravações de "Festa é Festa", no dia em que a comissão de festas foi à TVI, e conversou com a atriz Sívia Rizzo, que confessou estar rendida à novela.

O que vamos assistir nesta cena?
Agora, decidiu-se que vamos trabalhar juntos, depois daquela luta pela presidência. Então, vimos aqui [TVI] - pensamos nós - para ser recebidos pela direção. Para nós, a Cristina [Ferreira] e o [Manuel Luís] Goucha são os donos da casa e queríamos muito saber quem são os artistas que vão estar na festa, por que nós é que vamos escolher os artistas. 

O que podemos saber sobre a São que ainda não se tenha percebido?
Esta São quer mandar em tudo, quer brilhar… mas não se sabe muito bem o que vai acontecer com a São.

E como têm reagido as pessoas quando se cruza com elas na rua?
É muito bom, porque as pessoas riem e rir é das melhores coisas da vida! O rir, nem que seja por um segundo - porque nós sabemos que a vida não está boa para quase ninguém -, acho que, às vezes, pode mudar-nos. Aquele milésimo de segundo em que nos rimos pode virar a vida e ajudar a ver as coisas de outra forma, começar a ter uma atitude mais positiva. Desde miúda, sempre tive essa coisa de adorar ver as pessoas rir. Por isso, às vezes, também tenho um bocadinho isto de estar sempre na brincadeira, porque adoro ver as pessoas rir, gosto muito de me rir e isso tem-me ajudado bastante na vida. 

O que mais a faz rir?
Muita coisa! Às vezes, as coisas sérias fazem-me rir, mas não é o melhor riso. Os meus filhos fazem-me rir, têm ambos um sentido de humor… Onde eu estou, eles já estão à frente. Já vêm com uma nova aplicação! [risos]

De todo o elenco, qual é a personagem preferida?
Gosto de todos, porque todos têm pormenores muito interessantes. Não tenho o hábito de ver novelas, não é por desprezo nenhum, antes pelo contrário, mas porque não tenho essa disponibilidade. Esta são 30 minutinhos e, sempre que consigo, vejo e, depois, vejo muito os pormenores deles e é muito interessante. É muito giro observar e ver o bom trabalho que estão a fazer e todos eles me dão vontade de rir. Isso é muito giro!

Lá em casa, também acompanham a novela? O que lhe dizem?
Acompanham! Fartam-se de rir. Eles, também, não estão habituados a ver [novelas] e, agora, também vêem. E é engraçado, porque esta novela foi buscar um público que não via novela e isso já não acontecia há muito tempo. Porque isto, de facto, são 30 minutos e é divertido. Está bem construído, os personagens estão bem construídos, as pessoas estão bem retratadas aqui… Por exemplo, o Bino com o Presidente da Junta, os emigrantes, todas as pessoas que estão nesta aldeia estão bem retratadas, o carteiro, o médico… Está tudo muito engraçado. Eu sou muito exigente com os textos, a história e acho que este está bem conseguido!