urlvisit

Ângelo Rodrigues lembra visita que Maria João Abreu lhe fez no hospital

Ângelo Rodrigues recorda Maria João Abreu com vídeo inédito
Recorde a vida e os 38 anos de carreira de Maria João Abreu
Marcelo recorda Maria João Abreu: “Era no palco, como na vida: genuína"
Amigos recordam Maria João Abreu
Maria João Abreu na Selfie
Maria João Abreu e João Soares na Selfie

Ângelo Rodrigues recordou um período difícil da vida do ator e confessou que a relação que mantinha com Maria João Abreu ultrapassava o mero exercício da profissão.

A morte prematura de Maria João Abreu, aos 57 anos, deixou a comunidade artística e o país em choque. 

Ângelo Rodrigues, que contracenou com Maria João Abreu na novela "Golpe de Sorte", fez uma homenagem à atriz, no Instagram, e lembrou o momento em que esteve hospitalizado, depois de sofrer uma grave infeção numa das pernas.

"Quiseram as circunstâncias que ficasses no hospital onde estive, com as mesmas pessoas que me salvaram a vida. Naquela altura, fatídica para os que privaram de perto, foste a única pessoa do elenco que conseguiu driblar os seguranças e me visitou. Isso, confesso, tocou-me profundamente. 'É para ir ver o seu filho?' - perguntou-te umas das enfermeiras. Não era segredo, o que nos unia ultrapassava o mero exercício das nossas profissões", confessou o ator.

"Quem pôde conhecer-te na tua real dimensão sabe que o virtuosismo era um pormenor. Portugal pode elogiar-te o talento, mas toda tu eras amor incondicional, inteiro e desmesurado. Isso está acima de qualquer ofício que possamos ter em vida", elogiou Ângelo Rodrigues, que partilhou uma imagem ao lado da atriz, captada em 2008, bem como um vídeo no qual ambos surgem num momento ternurento, numa sala de maquilhagem. 

"Levarem-te pode parecer-nos a maior injustiça, porque nos custa reconhecer o carácter inexorável da morte, mas há algo que nunca desaparecerá - o teu maior legado, o dos afetos", continuou o ator.

"Viverás na memória de todos sempiternamente até ser, por fim, a nossa vez de partir. O maior Golpe de Sorte foi ter tido a honra de te conhecer. Obrigado", terminou Ângelo Rodrigues.

Maria João Abreu morreu, aos 57 anos, na sequência da rutura de um aneurisma, sofrido no passado dia 30 de abril e que deixou a atriz em coma no Hospital Garcia de Orta, em Almada, onde foi sujeita a duas operações ao cérebro.

Nascida em Lisboa, a 14 de abril de 1964, Maria João Gonçalves Abreu Soares iniciou a carreira profissional no teatro, mas foi a televisão que lhe granjeou a popularidade, com a produções como "Médico de Família".