urlvisit

Filipe Pinto, vencedor dos "Ídolos", é assaltado e roubam temas originais: "Custa recomeçar"

Filipe Pinto

Foi nas redes sociais que Filipe Pinto contou ter sido vítima de um assalto, no qual perdeu alguns dos temas originais que tinha composto.

"A vida, por vezes, prega-nos rasteiras que nos deixam mais frágeis... Além da situação estranha e difícil deste ano, devido à Covid-19, com o cancelamento de concertos e perspetivas de trabalho adiadas... Não ajuda muito roubarem o teu computador do carro, que, por sinal, tem lá dentro parte das canções do teu disco de originais, investimento de tempo dos músicos e pessoas que me acompanham e que não merecem este episódio...", começou por escrever.

"2020, um ano dormente e contracorrente. Vamos recomeçar a gravar o que falta, nos próximos dias, mas custa muito tudo isto", continuou, mostrando-se motivado a recuperar o trabalho perdido.

"Aos que roubam ou têm atos de vandalismo, que, de alguma forma, a vida os ensine e aprendam a não cometer este e qualquer outro crime", concluiu.

Nos comentários à publicação, não faltaram mensagens de apoio ao músico, que, como tantos artistas, atravessa uma fase mais crítica na carreira, vendo espetáculos e concertos cancelados, por causa da pandemia que está a assolar o país.

Entretanto, Filipe Pinto recomeçou o trabalho, como prometido, após o roubo, e já partilhou as seguintes palavras: "Custa voltar e recomeçar parte das gravações das canções que faltam para terminar o disco... mas, realmente, tenho muita vontade de vos mostrar o meu novo trabalho discográfico 'Telhados de Vidro', que, sobre tudo isto que sucedeu na última semana, saliento a sorte que tenho nos músicos e amigos que estão à minha volta. O meu agradecimento a todos eles, pela amabilidade e disponibilidade que dedicam ao meu projeto de originais!"