urlvisit

Cristina Ferreira fala sobre saída de Carlos Ribeiro e afirma: "Não há espaço para todos"

Cristina Ferreira na SELFIE
Cristina Ferreira revela data de estreia do seu novo programa
Cristina Ferreira: «Regressei naquele que achei ser o momento certo»
Cristina Ferreira: «Voltei sabendo de tudo o que me ia cair em cima»
Cristina Ferreira: «Eu não estava bem, precisava mesmo de sair»

Cristina Ferreira apresentou, esta segunda-feira, o "Você Na TV!", ao lado de Manuel Luís Goucha e tiveram uma conversa emotiva sobre a saída e o posterior regresso da apresentadora à TVI.

Durante o programa, a dupla de apresentadores deixou evidente que mantém a união e a cumplicidade que os uniu ao longo de catorze anos, com Cristina Ferreira a tecer rasgados elogios a Manuel Luís Goucha.

"És das pessoas que melhor compreende a minha ida. Sabes como gosto de fazer televisão. Senti que, aqui, não estavam a valorizar isso e estava a ser mais uma. Houve um convite e já fui para a primeira conversa a saber que ia embora. Já tinha sido diretora desta casa e nunca pude pôr em prática. Por ser mulher, sempre fui colocada no meu lugar. O programa que fiz na SIC já o tinha apresentado aqui e ficou numa gaveta, alo que eu entendo", explicou Cristina Ferreira.

Sobre o regresso à "casa que a viu crescer", a Diretora de Ficção e Entretenimento da TVI referiu que houve um sentimento de "culpa" pelo fracasso da TVI. "Vi a TVI a cair e sentia que tinha de voltar para ajudar a pôr tudo no lugar, porque eu ajudei a destruir."

Cristina Ferreira contou, ainda, que houve decisões que teve de tomar e que lhe custaram bastante, mas que será, sempre, verdadeira com quem não tiver lugar no projeto que desenhou para a TVI. "Não vou dar migalhas a alguém", frisou, salientando que houve, também, saídas que não foram responsabilidade sua, que já estavam planeadas, apesar de terem sido noticiadas como tal.

Depois, deu o exemplo de Carlos Ribeiro, que foi contratado para fazer o programa de verão do "Somos Portugal" e a quem teve de dizer que já não ia contar com ele, por não se enquadrar no projeto.

Cristina Ferreira terminou a conversa frisando: "Não há espaço para todos. [...] Isso vai ser o mais difícil."

"Só em janeiro é que a TVI será aquilo que eu quero ela seja", avançou, ainda, a Diretora de Ficção e Entretenimento da TVI.