urlvisit

Iva Domingues para Ângelo Rodrigues: "Partilhar a fragilidade de um momento tão íntimo é de uma coragem"

Ângelo Rodrigues na SELFIE
Ângelo Rodrigues recorda viagem à Jordânia
Após 8.ª cirurgia à perna, Ângelo Rodrigues tem alta
Ângelo Rodrigues viaja para a Jordânia
Iva Domingues na SELFIE

A estreia do documentário "Ângelo Rodrigues - Toda a História" deu a conhecer a história de todo o drama vivido pelo ator, que, recentemente, desafiou a morte. Iva Domingues não se mostrou indiferente à entrevista.

"Partilhar a fragilidade de um momento tão íntimo e pessoal é de uma coragem e humildade absolutas, que muito poucos conseguem ter. Errar (e todos erramos) e assumir esse erro requer caráter e respeito pelo outro", começou por escrever a apresentadora e ex-namorada de Ângelo Rodrigues.

"Agora, é tempo de seguir em frente, sabendo que tantos te querem bem. 'Quando o sol nascer todas as manhãs, sejas gazela ou leão, corre!'", concluiu Iva Domingues, lembrando uma das citações do ator, no decorrer da conversa com Daniel Oliveira, Diretor Geral de Entretenimento e Programas da SIC.

Na entrevista, o ator confessou os tratamentos hormonais a que se sujeitou e que o levaram a um estado de saúde crítico, mas surpreendeu ao dar a conhecer os motivos por detrás de tal decisão, negando que os mesmos estivessem associados ao culto da imagem, como se fez crer na imprensa e Internet. Ângelo Rodrigues estava a viver uma depressão e isso levou-o a recorrer à reposição hormonal, um tratamento que, feito em clínicas e por profissionais de saúde certificados, pode ser benéfico e necessário para quem apresenta um quadro de desequilíbrio hormonal. No entanto, Ângelo Rodrigues - que deu início ao tratamento no Brasil - voltou para Portugal e, já sem ser acompanhado por um médico num clínica própria para o efeito, decidiu continuar as injeções em casa.

"Eu não tinha qualquer julgamento moral ao tratamento que iria iniciar, uma vez que me foi apresentado como uma coisa comum e normal. Atentando que foi por questões de saúde que eu fiz o tratamento. [...] Fiz as primeiras aplicações na clínica. Senti-me menos angustiado, menos irritado, menos cansado", contou.

Recorde-se que Ângelo Rodrigues deu entrada nas urgências, em agosto de 2019, para ser internado, devido a uma grave infeção, tendo sido submetido a várias cirurgias à perna esquerda, afetada por uma septicemia. O ator esteve em coma e correu risco de vida, tendo tido uma longa recuperação pela frente.