Conta-me

Matilde Breyner recorda aborto espontâneo: "Esta não é a minha primeira gravidez"

A atriz Matilde Breyner teve uma conversa emotiva com Manuel Luís Goucha, no programa "Conta-me", e falou sobre um aborto espontâneo que sofreu, no ano passado.

Matilde Breyner foi a protagonista da emissão deste sábado, dia 23, do programa "Conta-me". Numa conversa emotiva, a atriz, de 38 anos, recordou o aborto espontâneo que sofreu, quando tentou ter um filho, pela primeira vez, em 2021.

"Esta não é a minha primeira gravidez. E eu sempre quis ser mãe. Sempre fui adiando, devido à profissão, mas o Tiago também queria muito", começou por afirmar Matilde Breyner, referindo-se ao marido, o ator Tiago Felizardo.

"Estive grávida, no ano passado, quando estava a gravar a novela 'Para Sempre' e perdi com poucas semanas. A nossa família sabia. Foi duro, porque estava a gravar e, no dia em que perdi, estava de folga, sozinha. Fui à casa de banho e percebi que não ia para a frente. Tinha a certeza de que já não estava grávida, disse-o à minha irmã", recordou. 

Esta foi uma gestação breve: a atriz esteve grávida, apenas, durante seis semanas. No decorrer desse tempo, para Matilde Breyner, a sua vida "ganhou outra dimensão", mas, quando sofreu o aborto espontâneo, voltou para a dimensão anterior.

No dia seguinte, a atriz decidiu que devia continuar a trabalhar: "O meu corpo esteve duas semanas a lembrar-me, mas senti que tinha de viver aquilo sem dramas nenhuns, mas claro que não é assim. Quando ia para gravar e ouvi a palavra 'ação', comecei a chorar."

Além disso, após o aborto espontâneo, o médico que estava a acompanhar a atriz percebeu que era necessário remover-lhe o apêndice. "Se a gravidez tivesse ido para a frente, eu teria de ter sido operada grávida. Por isso, estava certo", refletiu.

Veja, agora, na íntegra, a entrevista de Matilde Breyner, no programa "Conta-me".

Relacionados