EXCLUSIVO

Autora de "Ouro Verde" faz revelações inéditas sobre o futuro da novela

Maria João Costa

A novela da TVI continua a surpreender. Vem aí um episódio muito especial, que promete prender os espectadores ao ecrã e que vai marcar uma viragem na história de Jorge e Miguel.

Chega ao fim a primeira parte de "Ouro Verde", a novela da TVI que já conquistou os portugueses. E quem melhor do que a autora para nos falar sobre o que aí vem?

Em declarações exclusivas à Selfie, Maria João Costa revelou-nos o que podemos esperar sobre o final da primeira parte e ainda fez algumas revelações sobre o futuro da história.

"O final da primeira parte vai ser muito importante. O Miguel (Luís Esparteiro) é detido por evasão fiscal e assistimos ao momento que toda a gente aguarda desde o início: o confronto entre ele e o Jorge (Diogo Morgado). É aí que o Miguel vai perceber que o Jorge, afinal, é o Zé Maria, e que este veio para fazer justiça. É o ponto alto da história", explica a autora.

Neste episódio especial, que assinala o final da primeira parte de "Ouro Verde", está ainda previsto o regresso de umas das personagens cruciais da história, que tem estado escondida na cabana: o António (Nuno Pardal).

"No início da segunda parte, explicamos como é que o António fugiu e sobreviveu com a ajuda do Jorge. Vai ser uma sequência gira para ver na próxima segunda-feira", adianta Maria João Costa.

"Da primeira para a segunda parte há um salto temporal de seis meses. É aí que retomamos a vida das personagens. A história precisava deste salto para respirar e para que a narrativa pudesse avançar. Retomamos com o Miguel preso e a Bia (Joana de Verona) gravidíssima. A história recomeça e está longe de estar resolvida, até porque a Rita (Dina Costa Félix) vai pagar 4 milhões de euros para que o Miguel possa sair da prisão. Portanto, ele vai voltar ainda mais furioso do que estava. Nesta segunda parte, já toda a gente, ou quase toda, sabe que o Jorge é o Zé Maria. Há gente que se separou e gente que se casou, nesse entretanto. Passaram seis meses, o Jorge acha que está tudo bem e, afinal, o Miguel é solto", explica.

Segundo a autora, estão previstas muitas reviravoltas e também personagens novas nesta segunda parte da novela, que começa já segunda-feira, dia 8: "Toda a gente acha que é só o Zé Maria que se quer vingar do Miguel, mas há mais alguém que se quer vingar dele. Trata-se de uma personagem feminina, e mais velha, que vai aparecer mais tarde. Vamos saber quem é que anda a enviar as coroas de flores..."

Apesar de se sentir já bastante cansada, a autora mostra-se feliz com o sucesso da novela: "Já tenho uma tendinite de tanto escrever. Cada grelha de um episódio tem 45 mil caracteres, o que é bastante, todos os dias. Mas é a minha novela e estou bastante entusiasmada com o aproximar do fim. Sinto-me o Deus desta história. Eu é que decido o destino destas personagens todas. O engraçado é isso, além de todo o processo criativo, claro. Na nossa vida não controlamos nada, mas, ali, é como nós quisermos. Estou a preparar um final em grande, que não seja muito previsível. Esse é o desafio. Esta não é uma história de personagens lineares. Toda a gente já espera tudo de toda a gente. Desengane-se quem acha que a novela vai perder o ritmo na segunda parte, pelo contrário, vai continuar a surpreender"