Fernanda Serrano fala sobre o divórcio: "É sempre um falhanço"

Fernanda Serrano sobre o divórcio: «Encaro como um fracasso»
Fernanda Serrano revela pormenores sobre a sua família
Fernanda Serrano: «Sempre fui muito sozinha»
Fernanda Serrano revela a importância que os filhos têm na sua vida
Fernanda Serrano revela como venceu o cancro
Fernanda Serrano enaltece o papel de todas as mães
Fernanda Serrano envia mensagem sobre a sua vida aos seguidores
Fernanda Serrano: «Há dias em que sentimos um vazio»
Fernanda Serrano na Selfie

Após o anúncio do divórcio de Pedro Miguel Ramos, Fernanda Serrano deu a primeira entrevista televisiva a Manuel Luís Goucha, onde falou sobre o percurso de vida e não deixou de fora o recente divórcio de Pedro Miguel Ramos.

Assumindo-se "alentejana de berço", Fernanda Serrano falou sobre o facto de, naquela região, se potenciar a vida em família, algo que sempre privilegiou.

"Somos uma verdadeira família italiana, em que todos falamos ao mesmo tempo", descreveu a atriz que adora ter uma família grande, mas que, desde cedo, aprendeu a estar sozinha consigo mesma.

"Nunca me passou pela cabeça vir a ser atriz", contou Fernanda Serrano que, na infância, se dedicava a recortar fotografias de joelhos de mulheres, parte da anatomia que odiava em si: "Nunca me senti muito feminina."

"Sempre gostei de comunicar e des estar com pessoas", desvendou Fernanda Serrano que, com o passar dos anos, foi deixando de ser tão tímida.

Aos 19 anos, a então modelo rumou a Barcelona, onde fez carreira no mundo da moda e ficou um ano, conforme contou a Manuel Luís Goucha, durante a entrevista no "Você na TV".

Mãe de quatro filhos, Fernanda Serrano diz que não teria a coragem dos pais para os deixar sair de casa tão cedo e descreveu a relação especial que tem com cada um deles: "Podemos amar os filhos de forma diferentes, mas com a mesma intensidade."

Durante a entrevista exclusiva a Manuel Luís Goucha a atriz fez, ainda, algumas revelações sobre como faz a gestão de "um projeto de amor que falece" e explicou o divórcio aos filhos, fruto do casamento, entretanto terminado, com Pedro Miguel Ramos.

"Não existem essas tais fórmulas e explicações matemáticas, quem me dera que as houvesse. É sempre um falhanço, um fracasso", sublinhou Fernanda Serrano, que destacou o traço de resiliência do seu carácter: "Não me lembro de algum dia eu ter dito: 'eu desisto'. Não quero que esse dia chegue."

Sobre a forma como explicou a separação aos filhos, confessa: "Desta forma muito simplista. Os pais estiveram muitos apaixonados, vocês são fruto desse amor, a família existe e permanece, a única coisa que não permaneceu foi o amor que deixou de existir. Os pais seguem agora a vida com percursos diferentes, mas ao vosso lado."

Com o exemplo dos pais, casados há 46 anos, Fernanda Serrano desejava isso para a sua vida, mas "quando uma pessoa se separa é porque alguma coisa acontece", assume a atriz, que abordou também a luta contra o cancro: "Foi um hiato, ali, a meio da vida."

Veja, agora, a entrevista na íntegra.